terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Shopping centers querem CDL fora dos seus negócios em Porto Alegre

Os shopping centers gaúchos não querem que a CDL de Porto Alegre continue interferindo nos seus negócios.

10 comentários:

Façanha, o advogado do povo disse...

Porque não querem?

Anônimo disse...

Brincadeira de criança
Como é bom, como é bom

Nâo querem mais purque ficaram de mal, ué!
Sacou o lance, Façainha, o adivogadu du povo?

Anônimo disse...

Se os shoppings não fossem tão fominhas e insensíveis à situação do país...

Anônimo disse...

Aki em Rio Grande, cidade de 200 mil hab. tem 2(dois) shoppings. Nos dois tem inúmeras lojas vazias. O povo riograndino, é na realidade a massa da população, de povão, operários. Esse povão compra nas lojas de rua da cidade, onde é mto mais barato.

- Esses dois shoppings, se instalaram com o boom do polo naval, que o PT passou a conversa de que a cidade teria em 5(cinco) anos 1(um) milhão de hab. Além de ladrões, são demagogos e incompetentes. ENGANAÇÃO PURA...!!!

Anônimo disse...

O ano tem 12 meses, contratualmente há alugueis mensais, há meses bons para vender e outros ruins , os shoppings querem ganhar o mesmo todos os meses e mais um mês de bônus. Quem sabe então fazer contratos baseados em percentuais do valor faturado mensalmente?

visionst3 disse...

ufa, existe vida inteligente nesse torão, olha Dr.Polibio, antes tarde do q nunca, isto ai era previsto

Anônimo disse...

Quando existe crise sempre existe a tendência de encontrar um culpado para o problema. O culpado sempre é alguém fora do negócio em si. Geralmente o culpado é o governo, mas agora a culpa esta sendo transferida para os investidores que construíram os shoppings e esperam uma rentabilidade pelo seu investimento. Acho um erro o CDL foca o problema da crise apenas no valor do aluguel ao invés de encontrar alternativas de atração de mais clientes e possibilidades de crediario.

Anônimo disse...

O anonônimo das 18:36 não conhece a forma insensível com a qual os shoppings tratam aqueles que deveriam ser seus parceiros. Querem cobrar na crise o mesmo valor de quando as coisas iam de vento em popa. O fluxo de clientes e o valor das compras despencaram, mas os aluguéis continuam subindo. A solução mais simples seria encerrar as atividades, mas os contratos leoninos impostos pelos shoppings contém cláusulas com pesadas multas aos lojistas. Caso não mudem sua postura, veremos cada vez mais tapumes onde antes havia belas lojas, o que afugentará mais clientes e diminuirá o valor do patrimônio dos empreendedores.

Anônimo disse...

cobra o que quer
paga quem quiser

mas pra que mesmo serve o CDL além de nos custar uns reais que deveriam ir
para outros recursos?

Anônimo disse...

A CDL é uma entidade privada, não é custeada por recursos públicos. A crítica sobre o seu custo está absolutamente equivocada.