Saques da poupança ultrapassam depósitos em R$ 40,701 bilhões em 2016

Em meio à crise econômica e ao desemprego, os brasileiros retiraram da caderneta de poupança R$ 40,701 bilhões líquidos em 2016. O número, divulgado nesta quinta-feira, pelo Banco Central, é o resultado da diferença entre saques e depósitos ao longo do ano. Foi a segunda maior saída líquida em 21 anos, ficando atrás apenas de 2015, quando R$ 53,568 bilhões deixaram a caderneta.

O desempenho da poupança em dezembro, quando houve captação líquida de R$ 10,668 bilhões, reduziu um pouco o total de saídas acumulado em 2016. Ainda assim, o ano foi marcado pela fuga da aplicação, com as famílias recorrendo aos recursos da poupança para fechar as contas de cada mês. O acumulado de 2016 foi resultado de saques de R$ 1,990 trilhão e depósitos de R$ 1,949 trilhão.