Rumo ALL avisa que vai mesmo parar operações de alfândega no porto seco ferroviário de Uruguaiana

A Rumo ALL reafirmou sua disposição de devolver o porto seco ferroviário de Uruguaiana para a Receita Federal.

A companhia diz que pode fazer a devolução a qualquer momento.

A empresa, contudo, garantiu que continuará operando a malha ferroviária, a Malha Sul.

O governo estadual gaúcho tenta mediar o conflito entre Rumo ALL e Receita Federal, visando impedir a paralisação do porto seco.

6 comentários:

Anônimo disse...

Como assim, querem só o filé?

Cap Caverna disse...

É praticamente impossível, qualquer empresa, trabalhar tendo a RF , no controle. é uma paralisia geral, pois esse pessoal da RF, são extremamente arrogantes, burocratas e fora da realidade. Uns anos atrás , eu disse à um fiscal da RF, que eles além dos treinamentos que recebem para assumir a função(que eu acho nobre, na sua base), eles devem receber no mínimo mais um ano, para tornarem-se, uns intratáveis e complexo de grandeza , que a grande maioria possui. Esses sujeitos, devem saber, que quem lhes paga é o contribuinte, e como tal devem ser bem tratados, principalmente com respeito!

Anônimo disse...

Mas privatizar não era a grande solução!!??? Chamem o Sartori que ele resolve.Kkkkkkkkk

Anônimo disse...

Exato Cap Caverna.

Técnocratas ambientalistas idem!!!!

Anônimo disse...

Quem trabalha no Brasil é vir do, quem emprega ou empreende, mais ainda.

Tem que seguir o exemplo do Boulos, aquele safado de SP, e promover anarquia e manifesfestações e quebra-quebra.
Nunca foi preso, se for, ganha uma enorme indenização.

Agora, se você errar uma linha na declaração de renda, cai na malha fina, leva multa, e se brincar vai preso.

Este país é para cafagestes !

Anônimo disse...

Erro : quem trabalha no Brasil é burro