quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Piso nacional dos professores tem reajuste de 7,64% e vai a R$ 2,3 mil

O piso salarial dos professores em 2017 terá um reajuste de 7,64%. Com isso, o menor salário a ser pago a professores da educação básica da rede pública deve passar dos atuais R$ 2.135,64 para 2.298,80.

O piso salarial dos docentes é reajustado anualmente, seguindo aa regras da Lei 11.738/2008, a chamada Lei do Piso, que define o mínimo a ser pago a profissionais em início de carreira, com formação de nível médio e carga horária de 40 horas semanais. O ajuste deste ano é menor que o do ano passado, que foi de 11,36%. O valor representa um aumento real, acima da inflação de 2016, que fechou em 6,29%.

O anúncio foi feito nesta quinta-feira pelo Ministério da Educação (MEC).

4 comentários:

Anônimo disse...

O editor também deveria PUBLICAR que desde que foi instituído o Piso Nacional para os professores no Estado do RGS "NUNCA" foi pago aos professores, e que a governadora Yeda e depois o Tarso Genro ingressaram no STF para não pagarem, como também o POLENTEIRO NÃO PAGA e ainda debocha que se os professores do RGS querem PISO, que devem ir nas Lojas Tumelero que lá tem piso a vontade.

A ação judicial esta a 9 (nove) anos no STF, que sabemos é um tribunal politico, e deixam tudo prescrever. Engavetam de forma proposital os processos de forma sórdida, como aqueles ministros fazem, para nada ir adiante.

Anônimo disse...

CPERS-sindicato pelego do PT, conta prá nós, pq durante os 4(quatro) anos do governador que foi quem criou o piso salarial do magistério, o CPERS não exigiu o pagamento do piso salarial do magistério.....??????

Anônimo disse...

Esta lei lunática,criada por Tarso Genro,que semelhante seus colegas de partido pensam que dinheiro dá em árvore ou é capim,não tem fundamento.
É lei produzida pelo próprio,para se eleger governador do RS,e agora estamos assim,como todo mundo sabe.
Menos ele,que agora recebe vergonhosos salários iguais ao de desembargador.
Para ele não foi preciso cumprir o plano de carreira do judiciário para chegar a desembargador com o respectivo salário.
Bastou-lhe prometer,dar aumentos irresponsáveis,e eis que chegou lá.
Parabéns Tarso Genro,Grilo Falante.

Anônimo disse...

Que miséria e ainda não pagam! Vergonha!