sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Marcelo Odebrecht depõe sobre acordo de delação, em Curitiba.

Um dos mais esperados depoimentos da operação Lava Jato aconteceu na manhã desta sexta-feira na sede da Justiça Federal, em Curitiba.  Marcelo Odebrecht, preso desde junho de 2015, foi ouvido sobre acordo de delação pelo juiz auxiliar de Teori Zavascki, Márcio Schiefler Fontes, do Supremo Tribunal Federal (STF). A audiência iniciou às 10h15hs e encerrou por volta das 11h50hs.

O depoimento de Marcelo visou validar o acordo de delação do executivo da Odebrecht, que foi detido na 14ª fase da Operação Lava Jato. Ele está preso na carceragem da Polícia Federal (PF), em Curitiba, e embora tenha se negado a firmar a delação em 2015, mudou de idéia após a delação da secretária da empresa, Maria Lúcia Tavares, que revelou a existência do Setor de Operações Estruturadas, um departamento que tratava do pagamento de propinas na  empresa.

4 comentários:

Unknown disse...

Feitoooooooooo!!!
E agora... homologa, Cármen Lúcia!!!

Anônimo disse...

Que fale TUDO o que sabe e TODOS os seus comprometimentos com a roubalheira que ajudou a instituir junto com os petralhas-bolivarianos.
Mas deve permanecer preso por muuuuuito tempo, pagando a estadia no xilindró, devolvendo o dinheiro do povo que ficou pobre e sem hospitais equipados, educação, segurança, estradas,... em situação de ruína.
Espero que se arrependa, junto com o papai Emílio, de sua arrogância e burrice de aliar-se à gentalha chinelona petista. Ele é marrento, mas anos e anos na jaula darão tempo para refletir bastante.
Profª Sonia

Anônimo disse...

pobre professora Sonia, acha que só os petistas roubam....é o que dá assistir novela e JN na globo, tenho pena dos teus alunos, realmente o Brasil está perdido.....

Anônimo disse...

esta sonia, que se diz professora, deve ter comprado o diploma ou obtido na UDB (universidade da burrolândia).