quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Justiça dá ultimato ao governo Sartori. Presídio feminino de Lajeado tem 72 horas de prazo para abrir.

O governo alegou que precisava de tempo para introduzir serviços faltantes, mas isto pode ser feito enquanto o carro anda. Há evidente má gestão, má vontade e indolência do Estado.

O juiz diretor do Foro da Comarca de Lajeado, Luís Antônio de Abreu Johnso deu ultimato ao governo estadual e mandou abrir o presídio feminino da cidade em 72 horas. Ele também determinou à Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) a remoção de nove apenadas que estão em presídios femininos de Encantado, Santa Cruz do Sul e Guaíba. Elas haviam sido condenadas pela comarca de Lajeado 

– Estou determinando a transferência das presas em 72 horas. A cadeia vai abrir agora por decisão judicial.

Ele disse que criminosas apresentadas até a abertura do presídio serão soltas:

– Não posso pedir vaga para outro estabelecimento se já tenho em Lajeado um presídio modelar, pronto em julho de 2016, que ainda não entrou em funcionamento.

A cadeia tem capacidade para abrigar 84 presas. Ela custou R$ 800 mil e foi construída com recursos da comunidade, prefeitura e judiciário. As obras foram concluídas em julho de 2016. O presídio foi inaugurado em novembro, mas até hoje permanece fechado. 

Em um ano a Susepe não se organizou. Depois de pronta (a obra da cadeia), (os diretores da Susepe) começaram a fazer exigências para não abrir a casa de detenção.

O Delegado Penitenciário da região de Lajeado, Eugênio Eliseu Ferreira, informou que a Susepe irá cumprir a determinação da Justiça. De 10 a 12 agentes penitenciários serão deslocados para o local até sexta-feira.

15 comentários:

Fritz disse...

Para variar, funcionários públicos - como sempre - incompetentes para fazer qualquer coisa diligente!
Tudo para no atraso mental do "homo burrus" público.
E depois, ainda não querem extinguir estatais, fundações e outros atrasos mentais.

Anônimo disse...


O Polenta está cagando e andando para o Judiciário.
Basta ver que não cumpre as decisões da Corte, alega não ter dinheiro.
Duvido que cumpra abertura em 72 horas, pode até abrir numa esperta jogada politica, mas não vai aceitar presas, por falta de efetivo.

Anônimo disse...


Quem sabe privatiza, como no Amazonas, e em breve teremos mais decapitações que o Estado Islâmico.

Anônimo disse...

E QUANDO VÃO ABRIR PRESÍDIO PARA LGBT CONFORME A CARTILHA GRAMSCISTA EXECUTADA PELA TURMA COMUNOFASCISTA?

Justiniano disse...

A espera do estado que não tem competência para administrar tem que a sociedade tomar conta das coisas. Essa obra mostra bem esse caso porque não fosse a união da sociedade jamais haveria esse presídio, porque se dependesse do estado daqui a 10 anos iriam fazer uma penitenciária.

Vejam o caso da penitenciária de Canoas, está se arrastando há mais de 5 anos,uma hora é a licença ambiental, uma hora é normas de segurança da obra, outra hora é a eletricidade, outra hora é efetivo de agentes penitenciários, e fica nessa lenga-lenga.

Qual juiz será macho para obrigar o estado uso daquelas instalações, e lá cabe muitos presos.

Outra pergunta porque no RS não tem uma grande penitenciária federal, porque somos um estado fronteiriço com entrada de narcotraficantes e bandido de todos os lados.

Está na hora dessa bancada de deputados se coçar, e logo pedir uma prisão federal no RS, só assim não vão precisar ir até Curitiba. Ficam todos em casa.


Anônimo disse...

Mas este governo prima pela incompetência. Ora bolas, não tiveram tempo durante a construção para programar toda a burrocracia e fazer uma previsão de serviços? Ninguém enxerga? Antes de trocar o gringo polenteiro incompetente, deveriam acabar com a estabilidade do funcionalismo público. Daí sim, queria ver esta acomodação toda.

Anônimo disse...

Justiça acaba de conceder liminar aos funcionários da Corag que também não poderão ser demitidos. Isso vai ocorrer com todas as fundações. Funcionários celetistas têm direito à estabilidade e reajuste anual, diferentemente de funcionarios estatutários. Esse entendimento está pacificado na Justiça. O Sr. governador deve extinguir a PGE, um órgão de incompetência.

Anônimo disse...

Kkkkkkkk... muito bom...

Anônimo disse...

Basta que o Governador ordene a alguém para abrir os cadeados e escancarar os portões. Deixem tudo aberto e escancarado...

Pronto! Está cumprida a ordem judicial. Simples assim. O resto é o que se poderia chamar de "efeito colateral".

Anônimo disse...

Haverá um plebiscito para decidir se o Estado demite os presos ou não. Dá zero para o Chapolin.

Anônimo disse...

Carmela ma que gringo buro porco dio. Só falta as penas.

Anônimo disse...

E a justiça tem 24 horas para ser realmente justa, cidadã e ágil não liberando bandidos da pior espécie sob qualquer fraco e incoerente pretexto.

Anônimo disse...

Esta categoria de POLÍTICOS são INCOMPETENTES.
Eles trabalhando em uma empresa privada seriam demitidos por justa causa.
Vergonha.

Anônimo disse...

Gramado foi mal desenhada desde o começo, poderia ter sido muito melhor apresentada e ser sim uma cidade turística, hoje o é parcialmente unicamente por causo das propagandas na mídia.

Faz bem o prefeito, talvez possa recuperar um pouco a cidade.

Anônimo disse...

Em tempo, quem cuida da justiça é o Judiciário. Quem é o primo rico do estado é o Judiciário. Quem fica responsável pelos depósitos judiciais é o Judiciário. Quem deveria manter os presídios deveria ser o Judiciário. Enquanto isto fica ditando leis sem fazer os devidos cálculos atuariais, talvez porque sobra tanto que não precisa fazer conta.