Justiça condena Estado e município de Santa Maria a pagar indenização a sobrevivente da Kiss

A 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do RS decidiu, por maioria, que o Estado e o município de Santa Maria terão de indenizar em R$ 20 mil uma vítima do incêndio da boate Kiss, ocorrido em 2013, que deixou 242 mortos. Ela ajuizou ação indenizatória depois de passar por tratamento psicológico para superar a tragédia.

No primeiro grau, o juízo havia condenado apenas o sócio oculto da boate, Mauro Hoffmann, já que os sócios registrais não foram encontrados para responder ao processo. A inicial pedia mais: queria a condenação solidária de Estado e município também pelo número de omissões e falhas ocorridas na fiscalização das instalações da boate.