Irmã de Dziedricki e mulher de Kevin conseguem polpudas CCs na Câmara de Porto Alegre

A mulher do secretário de Relações Institucionais de Marchezan, Kevin Krieger (foto ao lado) receberá salários de R$ 12 mil mensais. Como Fernanda Jardim (a primeira da esquerda para a direita na foto ao lado) está grávida de sete meses, isto significa que dentro de dois meses entrará em licença-maternidade de meio ano, percebendo salários integrais. 

As nomeações da irmã do deputado Maurício Dziedricki e da mulher do secretário municipal Kevin Krieger para CCs na Câmara de Vereadores de Porto Alegre, foram apontadas pela jornalista Rosane Oliveira como provas de nepotismo cruzado. 

O caso lembra o ato de ontem do pesidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, que nomeou Jared Kushner, seu genro, como assessor sênior na Casa Branca, uma escolha potencialmente delicada diante da lei antinepotismo.

Paula Dziedricki Scipioni, irmã do deputado, que foi candidato a prefeito e depois apoiou Marchezan Júnior, é agora supervisora de gabinete do presidente da Câmara, Cássio Trogildo, que é do mesmo Partido de Maurício Dziedriki, enquanto que a mulher do secretário de Relações Internacionais, Fernanda Jardim, virou assessora da bancada do PP. Ela foi candidata a vereadora e perdeu.