segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Governo Federal estuda sugerir privatização do Banrisul em troca de socorro ao RS

A renegociação da dívida do Rio de Janeiro com a União será divulgada nesta semana e deve balizar os demais acordos com as outras unidades da Federação, especialmente com as que decretaram calamidade financeira em 2016: Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

Uma das propostas colocadas na mesa na semana passada pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles foi a privatização da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio, a Cedae. Ele chegou a afirmar que as mesmas condições poderiam ser colocadas aos outros estados.

As "meninas dos olhos" do governo federal são o Banrisul e a Companhia Energética de Minas Gerais, a Cemig, especula o jornal DCI.

25 comentários:

Anônimo disse...

Perfeito, um ente que possui um ativo com esse, não tem o direito de atrasar salários. Mesmo que dê lucro de 1 bilhão, é insignificante frente ao orçamento de cerca de 40 bi do RS. Vamos antecipar essa receita de uma vez só.

Anônimo disse...

fINALMENTE O BANCO DE TODOS OS GAUCHOS (MENOS EU ) VAI
JOEL

Anônimo disse...

Fechado o negocio, mete nos trocos.

Anônimo disse...

E qual é a surpresa na medida? Privatizar as estatais rentáveis é a especialidade do PMDB e do governo que aí está!!!

Anônimo disse...

Já tava na hora de se livrar deste banquinho

Anônimo disse...

Duas ótimas notícias: negociar o socorro e se livrar desse abacaxi, dessa bomba relógio que é o Banrisul. Num estado falido, que não protege o cidadão, não educa os jovens e não trata a saúde da população porque precisamos de um banco de varejo?????? Tão inútil quanto Corag, Irga, FZB, FDRH, entre outros cabides de emprego.

Anônimo disse...

Não que me importe o Banrisul, mas esse Meireles é um vigarista !
Vão chantagear os estados para entregar para os amigos.
O Brasil apodreceu !

Anônimo disse...

Banrisul vai tarde. Privatizar logo.

Anônimo disse...

excelente proposta. Há muito tempo banco não é função e atribuição de Estado.
PRIVATIZA JÁ, GRINGO.

Cosip disse...

Criticaram na época da renegociação da divida do estado e a opção foi de não entregar ao governo federal. Esta opção custou quanto ao estado em termos financeiros? Quanto o RS pagou a mais mensalmente ? Hoje os funcionários públicos seriam a favor? Não vejo ninguém reclamar de termos ficado com o Banrisul, o banco que é nosso. O primeiro em entrar em greve e o último a sair.

Anônimo disse...

Essa é uma ideia inteligente!
Aproveita e privatiza ou fecha todas as estatais estaduais e de economia mistas.
Acabe com os cabides de emprego.
Acabe com 80% dos cargos comissionados.
Acabe cp, 40% dos funcionários que nada fazem e só dão despesas de cafézinho, telefone, eletricvade, mate e água quente e água gelada.

Anônimo disse...

PMDB louquinho para se "lambuzar" com a venda do Banrisul no RS.

Anônimo disse...

Aleluia!
Boa parte da dívida pública do RS foi causada por rombos nas estatais como o Banrisul.
A teimosia estúpida de Antônio Britto que se negou a desestatizar o Banrisul aumentou em muito a dívida com o governo federal, paga pelos contribuintes escravos.

Anônimo disse...


Pois é, o pessoal do Banrisul que achava que estava seguro das peripécias do Polenta, agora vai se juntar aos que vão à praça da Matriz, protestar e apanhar dos brigadianos.

Tudo não passa de uma grande jogada ensaiada, o Polenta em conluio com o Temer a Carmen Lúcia, achou melhor não convocar sessão extra na ALRS para que apreciassem os seus projetos, visto não ter mais bala na agulha para cumprir as exigências dos deputados. Daí que com suas seguidas viagens a Brasilia a coisa ficou mais fácil, eis que o governo federal vai exigir como contrapartida a privatização do banco, que por sinal já foi vendido pelo Britto em 49,00%. Como já foi dito antes o Polenta só veio para terminar o que o Britto não teve tempo.

Anônimo disse...

Vão-se os anéis e ficam os dedos.
Não é isso que fazemos quando estamos endividados?
E por que o estado não pode fazê-lo também?
A medida seria também,uma maneira do povo do RS se ver livre do maior cabide de empregos e mordomias que ainda possui.
Não pode vender porque o Truta não quer?
Mas ele ganha lá seus 40,50 ou 60 mil por mês e o estado atrasa salários de
quem ganha dois mil.
Hoje sabemos o real significado do "Orçamento Participativo".Ou seja,encher os bolsos do PT com dinheiro público.

Jorge Alberto disse...

Prezado Polibio:

Sou um privatista, defensor da iniciativa privada e de um estado menor, sem controle de empresas ou qualquer participação nas mesmas.
Porém não acho que a venda de ativos lucrativos tais como o Banrisul, Sulgás entre outros, seja a solução.
O mal maior em verdade é o gasto com a folha de pagamento dos três poderes e sem mexer neste vespeiro não chegaremos a lugar algum.
Daqui a alguns anos a situação será a mesma e não teremos nada para vender.
Muito obrigado pela oportunidade de manifestação.

Jorge Alberto

Anônimo disse...

Polibio, pesquisa ai, no Rio de Janeiro só tem a companhia de águas, o resto já foi PRIVATIZADO no passado, e o estado melhorou??? a culpa NÃO E´DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS e sim DOS POLITICOS CORRUPTOS.... o BRITTO vende meio Rs e o estado melhorou????

Anônimo disse...

Tem que dizer para estes politicos de meia pataca privatizarem a pu** mãe que lhes pariu, pois essa é deles, o estado NÃO pertence a elles.

Unknown disse...

"Estuda sugerir"!!! Não ação explícita!!!

Roberto disse...

Isso é o que qualquer consultor financeiro, por mais incapaz que seja, sempre sugere: venda o patrimônio para saldar seus débitos e consequentemente para pagar juros que são superiores ao aporte de recursos que o patrimônio proporciona. É tão simples! Privatização é a solução. Um estado não precisa de BANCO. Até São Paulo já vendeu o Banespa.

Anônimo disse...

Primeiro tem que privatizar a CEEE, CRM, SULGAS e EGR, a cereja do bolo tem que vir por último, e tem que fazer logo as extinções dessas fundações, a mamadeira continua mandando ver nestes meses enquanto não iniciam os procedimentos para acabar com essas estruturas desnecessárias.

Anônimo disse...

não vou dormir de preocupado.

Custos no Setor Público disse...

Entregar de graça já é lucro! Nos livre logo desse sumidouro.

Unknown disse...

Se alguém fizesse uma breve pesquisa antes de falar qualquer bobagem veria que o grupo Banrisul, que não é apenas um banco, e está entre os 100 maiores do país, não é cabide de empregos, e ao contrário do que muitos estão achando, não aumenta o rombo das contas públicas, em compensação está pagando 1,2 bilhões ao estado por um convênio de folha de pagamento, além de injetar anualmente mais de 100 milhões em dividendos pelaa participação majoritária do estado. E sem esquecer de mencionar o socorro aos servidores que tem vivido o pesadelo do parcelamento dos salários a mais de um ano. Então, quem tem a ganhar com a privatização?

Anônimo disse...

22:51
Se alguém fizesse uma breve pesquisa antes de falar qualquer bobagem veria que o grupo Banrisul, que não é apenas um banco, e está entre os 100 maiores do país, não é cabide de empregos, e ao contrário do que muitos estão achando, não aumenta o rombo das contas públicas, em compensação está pagando 1,2 bilhões ao estado por um convênio de folha de pagamento, além de injetar anualmente mais de 100 milhões em dividendos pelaa participação majoritária do estado. E sem esquecer de mencionar o socorro aos servidores que tem vivido o pesadelo do parcelamento dos salários a mais de um ano. Então, quem tem a ganhar com a privatização?