segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Entrevista, Zaina Latif, XP - A economia já saiu da UTI e respira sem aparelhos

Os trechos a seguir foram destacados pela Infomoney, que entrevistou Zeina Latif, economista-chefe da XP Investimentos. "2017 será diferente de 2016", disse ela em entrevista por telefone. A economista-chefe da XP Investimentos mostra otimismo com a economia, mas destaca que a atividade deve se recuperar só no segundo semestre

Leia outras opiniões da economista:

Próximo ano será de transição, devemos ver o encerramento do ciclo recessivo e, se as coisas caminharem bem, pode haver inflexão da atividade econômica no 2º semestre. 

Veja outros comentários:

- Digo 2º semestre porque é o tempo para a política monetária começar a agir e ter efeitos mais palpáveis. Começaremos a ver os brotos verdes, ainda que não uma materialização da tendência cíclica.
- Será quadro diferente de 2016. Agora, economia saiu da UTI e está respirando sem aparelhos. - - --Vamos ter reforma da Previdência e outras agendas do governo.
- Previsão para resultado do PIB de 2017 é entre zero e +0,5%.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

5 comentários:

Anônimo disse...

e voces acham que o chefe de uma empresa de investimentos iria dizer o que?

que o país esta na pior?

o negocio dele é investimento, e para isso é preciso que haja uma clima de otimismo...

se nao existe, eles tratam de tentar construir algum...

Anônimo disse...

Embromation:

"Começaremos a ver os brotos verdes, ainda que não uma materialização da tendência cíclica."

Faltou na análise da agência de investimentos, um comentário sobre: a taxa de juros e a taxa de desemprego. Esse dois fatores influenciam no crédito ao consumidor e também no varejo, no consumo, nos gastos da famílias. Também faltou fazer menção às perspectivas de investimentos do setor público.

Façanha, o advogado do povo disse...

Vivemos no reino das metáforas "furadas".

Anônimo disse...

Interessante.
Esta mesma senhora falou há menos de 30 dias, o contrário.

Anônimo disse...

Prefiro aguardar mais 6 meses para dar algum pitaco sobre a melhoria da economia.por enquanto está muito cedo e confuso o mercado.