Entrevista, Luiz Francisco Correia Barbosa - O dia em que o jornalista vestiu jaleco do HPS para enganar o Dops e entrevistar o cônsul baleado dos EUA

Vestido com jaleco de médico do HPS, o jornalista Milton Galdino, Zero Hora, furou todo mundo. Milton morreu aos 74 anos, em dezembro de 2012.

ENTREVISTA
Luiz Francisco Correia Barbosa, advogado RS

No dia 4 de abril de 1970, Porto Alegre, na rua Dona Laura, um grupo terrorista da VAR-Palmares interceptou a camioneta Plymouth do cônsul americano Curtis Carly Cutter para sequestrá-lo. Um dos terroristas é o atual governador de Minas, Fernando Pimentel, que na época tinha 19 anos. Onde o senhor estava ?
Eu era delegado de plantão naquela noite de sábado. Estávamos em plena ditadura militar. Fui direto para o local do atentado. O cônsul tinha escapado, baleado no ombro.

Como estava a cena do crime ?
Tudo cercado. Ninguém entrava. Tropas até do Exército estavam ali. O Dops controlava tudo. Não me deixaram entrar, mas acabei entrando.Afinal, eu era o delegado de plantão.

E ?
O cônsul já estava na casa dele, ali perto.Fui até lá. A recomendação do Dops e dos oficiais do Exército era para que afastassem a imprensa. Ninguém podia falar com jornalistas. Era censura pura.

O que o senhor viu na casa do cônsul ?
Ele já tinha sido medicado e passava bem. Mas o que mais estranhei foi a presença, ali, de um jornalista da Zero Hora.

Jornalista ?
Sim, Milton Galdino, editor de Polícia. Ele estava de jaleco do HPS, circulando por tudo e conversando com todo mundo, inclusive com o cônsul. Fez-se passar por médico. Eu não falei nada.
No outro dia, apesar da censura pesada da ditadura, Zero Hora contou tudo. Deu o maior furo que já vi até hoje.

CLIQUE AQUI para saber como foi a tentativa de sequestro.
CLIQUE AQUI para ler entrevita do cônsul sobre o casom, 2011, em Boston.

3 comentários:

Alberto disse...

Atualmente a RBS adora dar mídia p/ esquerdopatas. No site da Gaúcha colocaram fotinho do Luladrão dizendo "se cuidem, se eu voltar é para fazer mais" e tem mais de 100 comentários de pessoas indignadas! Outra coisa que adoram é reportagens sobre refugiados do Planeta.

Emmanuel Carlos disse...

Sobre o embaixador e sua entrevista: bem se vê não conhecida - quando da tentativa de sequestro, e depois, na própria entrevista - nada do Brasil!
Hoje os delinquentes que tentaram sequestrá-lo são aqueles que espoliaram a nação ...
Ainda que os meios utilizados pelo regime militar não tenham sido os adequados, verdade é que naquele momento, quem ditava a forma de reação eram os bandidos ... bandidos de verdade, como se reconhece hoje.

Roberto disse...

Desculpem=me pela ignorância mas por qual motivo foi implantado o "Regime Militar", foi de graça?