Conjuntura econômica segue pressionando intenção de consumo das famílias gaúchas, diz pesquisa da Fecomércio-RS

Na primeira pesquisa Intenção de Consumo das Famílias (ICF), divulgada nesta segunda-feira pela Fecomércio-RS, mostra que a intenção de consumo das famílias gaúchas caiu 15,4% (aos 62,0 pontos) em janeiro na comparação com o mesmo período em 2016 e, também recuou 4,4% no confronto com dezembro passado.

Conforme o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, os dados mostram que “ainda se espera um 2017 bem melhor do que 2016. E que o mercado de trabalho, principal elemento a determinar a intenção de consumo das famílias, não apresentou sinais de retomada, por isso, a intenção de consumo está caindo”. Também salientou que outros fatores prejudicam a intenção de consumo das famílias, como os juros nominais, que apesar da queda recente, permanecem.

CLIQUE AQUI para ler o texto na íntegra.

4 comentários:

Anônimo disse...

Quando sai as extinções das fundações que não agregam nada ao Estado e só consomem pesadamente os recursos recolhidos dos pobres pagadores de impostos do rs.

Unknown disse...

E o Brasil dos três poderes, da corte de nobres, de férias!!!
Êta paizinho à toa!!!

Paulo Sergio da Veiga Rocha disse...

Acho que querem dizer: Segue pressionando para baixo a intenção de consumo das famílias gaúchas.

Anônimo disse...

É, quando???