Com Zavascki estavam mais de 120 ações envolvendo autoridades com foro privilegiado

O ministro Teori Zavascki cuidava de mais de 7,5 mil processos no STF. Entre esses, havia pelo menos 120 inquéritos e ações penais envolvendo autoridades com foro privilegiado, como deputados, senadores, ministros de tribunais superiores e de Estado.

O número, na verdade, é maior, pois há casos em que tramitam de maneira oculta, sob segredo de justiça. Não é possível, portanto, sequer saber de sua existência nos registros do Supremo.

Na lista de investigados cujos processos eram conduzidos por Teori, estavam o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), o ex-presidente Fernando Collor (PTC-AL), o líder do governo no Congresso, Romero Jucá (PMDB-RR), o ex-presidente Lula, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), o presidente do PP, Ciro Nogueira (PI), entre outros.