Busato pode complicar-se com o STF, se mudar entedimento sobre nepotismo


Foi parar nas páginas do jornal O Estado de São Paulo desta quinta-feira a decisão do prefeito de Canoas, Luiz Carlos Busato, de contratar o filho, cantor de música sertaneja Rodrigo Ferrari (nome artístico) e seu empresário, como secretários na administração municipal. Leia a matéria:

O prefeito de Canoas (RS), Luiz Carlos Busato, está no centro de uma polêmica. Nomeou o filho Rodrigo Ferrari, que é cantor sertanejo e publicitário, como secretário de Comunicação.

Intérprete de músicas como “Doida” e “Tá Soltinha”, Rodrigo não foi o único nomeado de sua trupe. Seu empresário, Mauri Grando, será secretário de Cultura. O salário de secretário é de R$ 13.215,43 em Canoas, segundo o portal da transparência da cidade.

O prefeito disse que o filho foi nomeado por ter experiência em comunicação, tendo trabalhado ao lado do pai em diversas campanhas, desde 2006. Apesar da ligação, Busato lembra que a nomeação do filho não configura nepotismo, segundo entendimento do STF.