Artigo, Percival Puggina - O riso do diabo

Em 1963, consegui meu primeiro emprego. Tinha 18 anos recém feitos e fui contratado para trabalhar como auxiliar de administração no Presídio Central de Porto Alegre. Cursava o último ano do Científico (etapa final do ensino médio da época), preparava vestibular, ganhava uma merreca, mas sabia que, com aquela idade, deveria comprar meus próprios cigarros (levei 40 anos para me livrar disso!). O presídio que me permitia fumar com o suor do meu rosto fora inaugurado quatro anos antes e era o mesmo hoje apontado como o pior do país. No ano seguinte, fui aprovado num concurso e efetivado como funcionário do órgão que administrava os institutos penais do Estado. Novo em folha, articulado com outros dois estabelecimentos da região metropolitana, o Central cumpria perfeitamente bem suas funções.


Faço esse relato para referir a degradação do sistema penitenciário brasileiro. A exemplo de tantos outros aspectos da vida nacional - mal sabem disso os leitores jovens - nosso sistema penitenciário já foi melhor.

CLIQUE AQUI para ler mais.




4 comentários:

Unknown disse...

Colônias Penais Produtivas já, com presos sem tutela do Estado e sustentando o sistema penal, a si e aos seus!!!

O PREGADOR disse...

Esquecidos os valores do Estado Novo de Getúlio, o Caudilho, de Franco e Salazar, da Revolução de 1964, vamos nós brasileiros do pós 1988 brincar no playground da sacrossanta DEMOCRACIA LIBERAL; curtir as irmãs xifópagas CORRUPÇÃO e SUBVERSÃO, no culto às quais dividem-se os pândegos "representantes do Povo", os "políticos" nossos, - eis a "religião" do momento escatológico em que vivemos, e por incrível que possa parecer, o anticristo, os falsos profetas e o Maligno, existem e estão por aí, às soltas, encarnados em "apóstolos" e "bispos e bispas consagrados em alguma encruzilhada do Brás paulistano. "Se non è vero, è ben trovato."
CONCLUSÃO: se um Governo(s), é incapaz de controlar marginais DENTRO dos muros das prisões, o que se dirá dos que estão FORA das grades, agraciados pelas benesses da lei penal?
Logo, quem MANDA nesse País SÃO:...

Anônimo disse...

Perfeito. Os valores morais construídos ao longo dos séculos - a civilização enfim - foram substituídos, nesses últimos anos, pelo relativismo moral e aí, o comunismo - seu nome real - fez a festa.

Mr. Lincoln disse...

O Pregador e o Anônimo das 9:27 estão cobertos de razão.