A Procuradoria-Geral da República prorroga, por mais seis meses, força-tarefa da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal

Foi anunciada hoje à tarde a prorrogação do prazo para análise de documentos do grupo de trabalho para auxiliar o procurador-geral Rodrigo Janot na análise dos desdobramentos da Operação Lava Jato, no Supremo Tribunal Federal.  A Procuradoria-Geral da República expediu portaria para prorrogação por mais seis meses, e poderá renovar a prorrogação achar necessário.

A coordenação do Grupo de Trabalho será do promotor de Justiça Sergio Bruno Cabral Fernandes, que terá ao seu lado os procuradores da República Anna Carolina Resende Maria Garcia, Daniel de Resende Salgado, Fernando Antônio de Alencar Alves de Oliveira Júnior, Maria Clara Barros Noleto, Melina Castro Montoya Flores, Pedro Jorge do Nascimento Costa, Rodrigo Telles de Souza, Ronaldo Pinheiro de Queiroz e os promotores de Justiça do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios Sergio Bruno Cabral Fernandes e Wilton Queiroz de Lima.