segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

A namorada de Teori Zavascki era uma gaúcha de Uruguaiana, Liliana Schneider

A foto é do Facebook de Liliana. Teori começou a namorá-la há um ano, bem depois da morte da segunda esposa. Ele era separado da primeira mulher. Os dois se divorciaram.

A revista Veja deste final de semana dedica dez páginas para contar o acidente, a vida familiar e a trajetória profissional do ministro Teori Zavascki.

Num pequeno box, a reportagem de Renato Onofre e Leslie Leitão revelam uma informação que o pública desconhecia e pelo jeito toda a mídia desconhecia:

- Desde que passou a namorar, há um ano, Liliana Schneider, gerente de uma joalheria, o ministro ficou, segundo amigos, "mais feliz e mais leve".

Liliana Fuhrmann Schneider é uma jovem gaúcha, gerente de uma joalheria na Barra da Tijuca. Ela é irmã do ex-prefeito de Uruguaiana, Luiz Carlos Schneider, para quem fez campanha. Schneider, do PSDB, não se elegeu.

Na sua página no Facebook, a gaúcha replicou uma frase de Marilyn Monroe:

- Nunca serei sua meio amiga ou seu meio amor. Comigo é tudo ou nada.

Teori Zavascki foi casado duas vezes. A sua segunda esposa, Maria Helena, uma juíza, morreu em 2013.

27 comentários:

Anônimo disse...

As farras do velhote ... um acidente acaba mostrando tudo o que não deveria mostrar...tinha uma namorada no Rio de 23 anos...gostava de novinhas...frequentava um ambiente de mafiosos e totalmente inadequado para uma pessoa que se dizia de reputação ilibada...No Brasil atual acho que só o meu pastor alemão tem reputação ilibada.

Anônimo disse...

Namorar com ela é incorreto. Em português o correto é: NAMORAR ELA.

Anônimo disse...

Não deve ser a mesma joalheria que o Cabral fazia suas compras.

Anônimo disse...

Nossa! estou tão interessado nesse assunto. Com o país à beira do caos essa reportagem vai mudar o quê? Te liga Polibio.

Anônimo disse...

DICA DE NOTICIA AO EDITOR:

O encontro de "velhos amigos" nos jardins do Jaburu entre Gilmar Mendes e Michel Temer, um juiz e um investigado, serviu para comprovar o duplo padrão de julgamento da imprensa brasileira; antes do golpe parlamentar de 2016, essa mesma imprensa se escandalizou quando a presidente Dilma Rousseff se encontrou com Ricardo Lewandowski em Portugal para tratar do reajuste do Judiciário; a gritaria foi intensa e o então ministro José Eduardo Cardozo foi chamado a prestar explicações; agora, com o encontro entre Temer e Gilmar ocorre poucos dias após a morte de Teori Zavascki, que estava prestes a homologar as delações da Odebrecht, que atingem o Palácio do Planalto e vários de seus ministros, a imprensa se cala....DUVIDO COLOCAR ESTE COMETÁRIO.....

Anônimo disse...

Namorá-la, você quer dizer.

Anônimo disse...

Hoje de manhã pensei a mesma coisa. O encontro de Temer com Gilmar, às claras, no Palácio do Jaburu, não é menos escandaloso do que o de Dilma com Lewandowski, escondido, em Portugal.

Anônimo disse...

A imprensa está pegando leve com o Teori, que demonstrou não ter a mínima condição moral para ser ministro, aceitando escapadelas com massagistas para ilhas de empresários.

Ultra 8 disse...

Money talks...

Anônimo disse...

Petralha, não adianta. Vocês são a escória da política nacional. Não é diminuindo os outros que vocês vão se tornar honestos e respeitados. Qualquer corrupto perto de vocês se torna um batedorzinho de carteira chinelão.

Anônimo disse...

Veio tarado... uma guria de 23 anos, comunista é tudo fanfarrão

Anônimo disse...

E não é comunista tbem...

Anônimo disse...

Polibio Caras!!!

Anônimo disse...

Duvida porque? Aqui se faz tudo é não vai preso...vide teus mestres...

Anônimo disse...



Enquanto isto, o RS perdeu quase 150 mil empregos, em dois anos de governo do Polenta.

O Rio Grande do Sul perdeu 149.613 empregos com carteira assinada. É a soma dos dois últimos anos do levantamento do Ministério do Trabalho.

Em 2016, foram 54.384 vagas fechadas. Já em 2015, foram 95.229.

http://wp.clicrbs.com.br/acertodecontas/2017/01/23/rio-grande-do-sul-perdeu-150-mil-empregos-em-dois-anos/?topo=52,1,1

A construção civil foi o primeiro setor a sentir. Em seguida, a indústria. Até que chegou no comércio e então no setor de serviços.

No ano passado, os destaques negativos foram a construção civil, que cortou mais de 10 mil postos de trabalho, e a indústria de material de transporte, com quase 9 mil empregos a menos no fechamento de 2016. Indústria metalúrgica e varejo não ficaram muito atrás, cada segmento cortando mais de 5 mil vagas, assim como serviços de alojamento, alimentação e reparação.

Mas, para 2017, a previsão é de saldo positivo. Mesmo que ainda longe de recuperar as vagas perdidas. No levantamento da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul, a projeção é fechar este ano com geração de 6,4 mil empregos.

Mas, para voltar a contratar, os empresários precisam sentir mais segurança na retomada da economia. Assim como demoraram a demitir, vão esperar para recontratar.

Anônimo disse...

Não foi sobre o reajuste. O diretor do stf, sem querer, é óbvio, desmentiu o chefe. Todos os servidores sabem dessa estória (com "e" mesmo).

Anônimo disse...

Não seria namorá-la?

Anônimo disse...

Para o anonimo de 23 de janeiro de 2017 21:27

Pois vc acertou na mosca. Veja que coincidência. A namorada de Teori, é, sim, gerente da Joalheria Anotnio Bernardo, aquela usada por Cabral para lavar dinheiro, de esquemas de corrupção no governo do Rio de Janeiro, segundo denúncias da operação Calicute.

Anônimo disse...

O coroa tinha bom gosto...que nem o Temer, só queria galetinho. Essa guria é a típica gaúcha...

Emmanuel Carlos disse...

Deixemos de baboseiras! Esse negócio da moça bonitinha caída pelo - vamos dizer - "maduro" Don Juan.
O que eu quero saber é o seguinte: Sergio Moro anda cercado de policiais que lhe fazem a segurança porque é o juiz condutor da LavaJato. Bem, por que Teori - também juiz da LavaJato - se dava ao desfrute de andar sem seguranças? Ahhhh ... boa pergunta! Ele era valentão, e por isso as gatonas se encantavam com ele? Ou ele não tinha medo dos bandidos ... e se não tinha, então alguém me diga o porquê!

Anônimo disse...

Anônimo 08:09, ta faltando jornalismo investigativo, é copiar e colar. Obrigado pelo trabalho.

Anônimo disse...

ACORDA BRASIL.....QUANTO VELHO SAFADO NA POLÍTICA. E BANDIDO...... QUE NOJO!

Anônimo disse...

ACHO QUE GILMAR E TEMER ESTAVAM DECIDINDO O PLANO DE DERRUBAR O AEROPLANO!!!!!

Anônimo disse...

É O MR MAGOO NÃO ERA CEGO!

Anônimo disse...

Olhem a coincidência. LILIANA , a namorada do falecido Ministro Teori, é gerente de uma das joalherias Antônio Bernardo. Essa joalheria é a que vendeu mais de R$ 5 MILHÕES em jóias, sem nota fiscal, ao ex-Governador do RIO DE JANEIRO , Sérgio CABRAL e esposa . Cabral está preso .!!!

Anônimo disse...

Estava com ele pois era lindo, jovem, másculo, forte e musculoso! O din-din era apenas um detalhe...

Anônimo disse...

O velhote não era "tão santo" assim!