A biblioteca e os documentos de Paulo Brossard

Brossard costumava dizer que "o livro procura o homem".


A advogada Magda Brossard, com quem o editor jantou ontem a noite em companhia do jornalista Luís Milmann, organiza milhares de livros e documentos deixados por seu pai, o ex-senador Paulo Brossard, na casa da família, na rua Dario Pederneiras.

Entre as preciosidades está a biografia de Disraeli, cujo autor foi André Maurois. Brossard leu a biografia quando tinha 16 anos, idade que tinha quando deixou Bagé para vir a Porto Alegre, onde morou até morrer. Ele apreciava muito o ex-primeiro-ministro inglês.

O ex-senador gaúcho costumava encartar recortes e escrever comentários de próprio punho em livros que consultava e lia.

2 comentários:

Ultra 8 disse...

O lado "B" do "maravilhoso" primeiro ministro, Disraeli :

Disraeli foi comissionado para conseguir os seguintes objetivos judaicos principais: -

1. Fortalecer a Nação Britânica para realizar a política dos Rothschild.

2. Usar a Grã-Bretanha para se opor ao poder do inimigo de Judá, a Rússia, e para reduzir o prestígio dos Romanov.

3. Introduzir o veneno do liberalismo na máquina conservadora, cujos resultados são agora óbvios na atitude do Sr. Baldwin, o líder "conservador".

4. Impulsionar as ideias de democracia pelos Atos de Reforma para que o governo da Grã-Bretanha fosse mais tarde uma presa fácil pelas Finanças Judaicas.

5. Para promover a emancipação dos judeus na Grã-Bretanha.

Tudo isso ele fez.

- See more at: https://translate.googleusercontent.com/translate_c?depth=1&hl=pt-BR&prev=search&rurl=translate.google.com.br&sl=en&sp=nmt4&u=https://www.henrymakow.com/2013/05/real-disraeli-a-destroyer.html&usg=ALkJrhgBZcNTROuGa5ThfzegBSYGVIjS_w#sthash.HY0hkuIz.dpuf

Roberto disse...

Muito discurso bonito mas de prático....