Senado e Câmara reagem à "interferência" do ministro Luiz Fux

Senado e Câmara atacarão a decisão de Fux ainda hoje. 

Ao lado, Renan, que tromba de novo com o STF.

O presidente do Senado, Renan Calheiros, afirmou nesta quinta-feira ser "indefensável" a decisão do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luiz Fux que determinou a devolução à Câmara dos Deputados do projeto com medidas contra a corrupção.

Renan disse que não vai devolver coisa alguma.

"Essa medida é indefensável, porque ela interfere no processo legislativo. E há uma decisão do Supremo no sentido de que não pode haver interferência no processo legislativo", disse Renan.

O texto do pacote anticorrupção foi aprovado na Câmara, no final de novembro, com grandes modificações em relação ao projeto original proposto pelo Ministério Público Federal.