quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Saiba por que o RS pode virar um grande Rio de Janeiro.

12 comentários:

Anônimo disse...

Como você costuma dizer, caro editor, a meritocracia deve ser prestigiada.
Se é assim, o legislativo, judiciário e outras instituições que adequaram os seus serviços à crise econômica deveriam ser agraciados com mais verbas orçamentárias, pois as transformam em efetivo serviço público gerando riqueza, em vez de dar ao executivo que gasta mal o seu quinhão (não se esqueça que você disse que a crise existe por causa do governador anterior).
Sendo assim, você deveria dizer ao executivo para tirar o olho do quinhão alheio porque gasta e administra muito mal o próprio quinhão de dinheiro público.

Unknown disse...

Muito bom.

sempre mais disse...

Esses políticos deveriam ser demitidos (cassados) em massa, quem destrói o país são eles. Mas tbm não podemos esquecer que na realidade os brasileiros adoram uma boquinha, não tem ética e falta valores morais.

Anônimo disse...

Deveriam erguer uma estátua do Tarso em plena rua da Praia... para aí quem sabe a ficha cairia... e as pessoas entendessem que dinheiro não dá em árvore... e que em lugar nenhum do mundo, gastar mais do que ganha é problema com certeza...

Anônimo disse...

Concordo em gênero, número e grau. O Sartori está tentando arrumar o estrago que nossos antecessores fizeram, cabe aos cidadãos sérios apoiá-lo para sairmos dessa pindaíba o quanto antes possível.

Anônimo disse...

Como repetiu o Sartori hoje em várias entrevistas, os mesmos que ajudaram a enfunerar o estado forma os mesmos que votaram contra as medidas para sanear o estado. o povo deveria fazer um corredor polonês na saída da Assembleia legislativa e cagar eles todos a pau como fizeram os italianos. E a ameaça dos desembargadores e demais do judiciário?
Joel

Anônimo disse...

É jornalista, a intervenção vai ocorrer, acabou a moleza...

Anônimo disse...

O estado brasileiro ficou pesado demais.. como na antiga URSS....a sociedade privada não vai aguentar nas costas esse monstro devorador de recursos durante muito tempo...está chegada a hora de homens tomarem o lugar dos meninos...o povo brasileiro sustenta hoje duas aristocracias : a branca e a vermelha...a branca sempre existiu desde a colonização e cresceu no ultimo meio século a reboque da industrialização.. a nobreza vermelha cresceu depois que a falsa cidadã de 1988 entrou em vigor..A nobreza sempre foi assim.. trabalho pouco e privilégios...duas nobrezas nenhum pais aguenta...os problemas do pais são muito mais profundos que eventuais deficits..., sendo o maior o deficit de caráter...a ciclo de reformas que se aproxima é para 20 anos...As Nobrezas não cabme mais numa sociedade industrializada e os conflitos decorrentes disso serão terríveis...

Anônimo disse...

Polibio, a crise é uma realidade conhecida por todos. Os problemas estruturais são de décadas, porém a profunda crise nacional levou ao colapso as frágeis contas estaduais. O governo é criticado porque sabendo do tamanho do problema blefou e venceu a eleição por descuido. Assumiu sem projeto, montou uma equipe composta pela banda podre do PMDB gaúcho, e apos 2 anos nos enviou um projeto engana-bobo, de pouco resultado no curto prazo e pior ainda a longo prazo. Nem vou falar no aumento de impostos, que foi a pá de cal sobre nossa competitividade.

Anônimo disse...

Por tudo isso que falou, estou me organizando para partir de mudança para Santa Catarina e investir naquele estado. Cansei!

Unknown disse...

Ao contrário... já damos banho de bola no Rio de Janeiro em insegurança pública!!!

Gilmar disse...

Se o Governo do RS jogar na Mega da virada e acertar sosinho, ainda assim não paga o juro de Janeiro que Brasília nos tunga todo mês. Como os Estados do Norte-nordeste fazem para pagar suas dívidas?