Saiba como Lula fez opulentas viagens e enriqueceu nos negócios que fez para a Odebrecht na África

Segundo a Lava Jato, Lula ia a Angola com avião à disposição.

É o que contam os repórteres Wálter Nunes e Felipe Bachtold na Folha de S. Paulo de hoje. Leia tudo:

Alvos de uma das ações penais contra o ex-­presidente Luiz Inácio Lula da Silva, as viagens do petista a Angola a convite da empreiteira Odebrecht tiveram prerrogativas como um avião colocado à disposição do governo local, visitas a obras de interesses da construtora e uma discussão sobre financiamento do BNDES a projetos locais.

Mesmo anos após deixar a Presidência, o "tratamento protocolar" oferecido a ele erade "chefe de Estado".

Os relatos constam em documentos sigilosos do Itamaraty, obtidos pela Folha, feitospor diplomatas que acompanharam as duas visitas.

Lula esteve no país em 2011 e 2014, a convite da empreiteira —em ambas com Emílio Odebrecht, patriarca do grupo e prestes a se tornar delator da Operação Lava Jato.

Na ação penal, que corre no Distrito Federal, o Ministério Público Federal acusa Lula de servir como "garoto ­propaganda" da empreiteira nas viagens, pelas quais recebeu o equivalente a R$ 800 mil.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

25 comentários:

Anônimo disse...

MARINA: TEMER TEM A OPÇÃO DE RENUNCIAR:

A ex-senadora Marina Silva (Rede), provável candidata à Presidência em 2018, diz que o governo de Michel Temer não consegui superar a crise que também atingiu Dilma Rousseff; para ela, as soluções do cenário seriam uma alteração na lei para a realização de novas eleições diretas ou a renúncia do peemedebista; “Eu já dizia antes que a renúncia é sempre um ato pessoal, unilateral. A presidente Dilma poderia ter feito este gesto. Não fez. O presidente Temer, no meu entendimento, se encontra na mesma situação que ela. Poderá fazê-lo. Mas isso depende de cada um. É dele. Faltam 16 dias".

18 DE DEZEMBRO DE 2016

247 - A ex-senadora Marina Silva (Rede), provável candidata à Presidência em 2018, diz que o governo de Michel Temer não consegui superar a crise que também atingiu Dilma Rousseff. Para ela, as soluções do cenário seriam uma alteração na lei para a realização de novas eleições diretas ou a renúncia do peemedebista. “Eu já dizia antes que a renúncia é sempre um ato pessoal, unilateral. A presidente Dilma poderia ter feito este gesto. Não fez. O presidente Temer, no meu entendimento, se encontra na mesma situação que ela. Poderá fazê-lo. Mas isso depende de cada um. É dele. Faltam 16 dias".

As informações são do Estado de S.Paulo.

"O governo ainda não foi capaz de se estabelecer. Vive praticamente o mesmo vendaval de crises que vivia a presidente Dilma. A única diferença é que no governo Dilma havia uma equipe econômica que dirigia em alta velocidade rumo ao precipício e agora tem uma equipe econômica que, com competência, tenta desviar do precipício. No entanto, a crise política pode acabar prejudicando a economia.

A legislação eleitoral aprovada bem antes desta crise (e travada no Congresso) estabelece que na vacância do cargo haverá nova eleição a menos que seja a seis meses do pleito. Há que se fazer um esforço para criar mecanismos que façam esta adequação. O pior dos mundos é uma eleição indireta com este Congresso que aí está. O que o Brasil precisa neste momento é devolver para a sociedade a legitimidade para repactuar as

Em 2010, quando fui candidata pela primeira vez, propus que o aumento do gasto público seria o crescimento do PIB considerando a correção da inflação. É uma diferença básica desta proposta do governo. No caso da Previdência não há dúvida que devemos resolver este grave problema. Mas corrigiria arbitrariedades. Uma pessoa ter que levar quase 50 anos de contribuição contínua para fazer jus à aposentadoria integral é uma arbitrariedade. Uma outra coisa é porque apenas alguns setores vão passar pelo sacrifício? Porque não temos o princípio da equidade incluindo militares, Judiciário e Legislativo? Eu votaria, se fosse ainda senadora, pela admissibilidade das duas medidas corrigindo as arbitrariedades."

Anônimo disse...

GASPARI: JARACACA ESTÁ VIVA E NÃO DEVE SER BANIDA:

Em artigo publicado neste domingo, o colunista Elio Gaspari avalia que a direita cometerá um erro estratégico se tentar banir o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva da próxima disputa presidencial no tapetão.; "por puro exercício do raciocínio, admita-se que a eleição será em 2018 e Lula estará inelegível. Como a jararaca não terá morrido, poderá apoiar uma nova versão de seus postes".

18 DE DEZEMBRO DE 2016

247 – Em artigo publicado neste domingo, o colunista Elio Gaspari avalia que a direita cometerá um erro estratégico se tentar banir o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva da próxima disputa presidencial no tapetão.

"Com a entrada do PMDB na ciranda da Lava Jato e com o mau desempenho da economia, Lula cimentou sua posição de coitadinho. Num primeiro momento ele poderia ser condenado pelas malfeitorias em que se meteu. Aos poucos, fica a impressão de que se busca a condenação para obter a inelegibilidade, uma versão elegante do banimento. Na Argentina, com Juan Perón, deu no que deu. No Brasil, o banimento de Leonel Brizola por 15 anos terminou com sua eleição para o governo do Rio de Janeiro em 1982", diz ele.

"Por puro exercício do raciocínio, admita-se que a eleição será em 2018 e Lula estará inelegível. Como a jararaca não terá morrido, poderá apoiar uma nova versão de seus postes. O candidato não deverá sair do PT, também não poderá ter passado pelo índice onomástico da Lava Jato."

Anônimo disse...

VÍDEO MOSTRA PRISÃO DE FILHO DO GOVERNADOR DO PARÁ, SIMÃO JATENE (PSDB):

Um dos alvos da operação Timóteo —que apura desvios n os royalties da mineração—, o advogado Alberto Jatene, filho do governador do Pará, Simão Jatene (PSDB) , teve a prisão decretada pela Justiça e se entrou no fim da tarde sexta à Polícia Federal; o momento em que Beto Jatene, como ele é conhecido, se entrega à PF e é preso foi registrado em vídeo e publicado nas redes sociais.

18 DE DEZEMBRO DE 2016

247 - Um dos alvos da operação Timóteo —que apura desvios n os royalties da mineração—, o advogado Alberto Jatene, filho do governador do Pará, Simão Jatene (PSDB) , teve a prisão decretada pela Justiça e se entrou no fim da tarde sexta à Polícia Federal. O momento em que Beto Jatene, como ele é conhecido, se entrega à PF e é preso foi registrado em vídeo e publicado nas redes sociais.

A PF também cumpriu um mandado de busca e apreensão na casa do filho do governador tucano.

A operação Timóteo, que também obteve a condução coercitiva do pastor Silas Malafaia, suspeito de ter "emprestado" as contas bancárias da igreja para ocultar a origem e esquentar dinheiro repassado ilicitamente num esquema de corrupção que pode ter movimentado cerca de R$ 70 milhões.

Confira o vídeo com o momento da prisão:...

Anônimo disse...

OMBUDSMAN APONTA MANIPULAÇÃO PRÓ-MARINA DO ÚLTIMO DATAFOLHA:

Elza Fiúza/Agência Brasil
"Na minha avaliação, além de se equivocar na edição da pesquisa Datafolha, o jornal perdeu a chance de transformar o resultado da pesquisa numa pauta aprofundada e relevante: tentar explicar como e por que Lula teve um desempenho melhor do que na última pesquisa se ele tem sido quase diariamente personagem de notícias negativas", diz a jornalista Paula Cesarino Costa, sobre a edição do Datafolha, que tentou esconder o crescimento do ex-presidente Lula em todos os cenários.

18 DE DEZEMBRO DE 2016

247 – A manipulação pela Folha da última pesquisa Datafolha (leia aqui), em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cresce em todos os cenários, foi criticada neste domingo pela ombudsman do jornal.

"A pesquisa foi apresentada aos leitores da seguinte maneira, na edição de 12 de dezembro: 'Marina é líder em todos os cenários de 2º turno', dizia a manchete da primeira página. O subtítulo completava: 'Lula sobe no primeiro turno em relação à pesquisa de julho, mas mantém alta rejeição, diz Datafolha'", diz ela. "Como é fácil perceber, o enfoque dado pela Redação foi tortuoso e chegou a estar errado no título acima reproduzido —não corrigido pela Redação até a conclusão deste texto."

O fenômeno mais importante captado pela pesquisa, no entanto, foi outro: o crescimento de Lula, apesar do massacre a quem vem sendo submetido pela aliança mídia-Judiciário.

"Na minha avaliação, além de se equivocar na edição da pesquisa Datafolha, o jornal perdeu a chance de transformar o resultado da pesquisa numa pauta aprofundada e relevante: tentar explicar como e por que Lula teve um desempenho melhor do que na última pesquisa se ele tem sido quase diariamente personagem de notícias negativas", diz ela.

Anônimo disse...

O grande Chefão que dilapidou a nação deveria já estar por detrás das grades. Que a justiça seja feita. Amém!

Anônimo disse...

CUNHA VAI CONFIRMAR QUE CONHECE LOBISTA LIGADO AO PMDB:

O deputado cassado e ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, disse a interlocutores que vai desmentir a versão do lobista João Henriques, ligado ao PMDB, de que os dois não se conhecem; em depoimento ao juiz Sérgio Moro, Henriques disse: “Eu não conheço o Eduardo Cunha”; e contou que sua relação no partido era com o ex-deputado Fernando Diniz, já falecido, e depois com o filho dele, Felipi Diniz;a disposição de Cunha vai reforçar versão do executivo da Odebrecht Marcio Faria, que relatou em delação premiada reunião da qual participaram o presidente Michel Temer, Cunha e Henriques para pedir dinheiro da empresa ao PMDB.

18 DE DEZEMBRO DE 2016

Brasília 247 - O deputado cassado e ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, disse a interlocutores que vai desmentir a versão do lobista João Henriques, ligado ao PMDB, de que os dois não se conhecem. Em depoimento ao juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato em primeira instância, Henriques disse: “Eu não conheço o Eduardo Cunha”. E contou que sua relação no partido era com o ex-deputado Fernando Diniz, já falecido, e depois com o filho dele, Felipi Diniz. A disposição de Cunha vai reforçar versão do executivo da Odebrecht Marcio Faria. Ele relatou em delação premiada reunião da qual participaram o presidente Michel Temer, Cunha e Henriques para pedir dinheiro da empresa ao PMDB.

As informações são da Coluna do Estadão.

Anônimo disse...

Políbio,

A filha deste ditador comunista(e longevo) é a pessoa mais rica de Angola.

Os "negócios" da filha vão até Portugal, onde tem(tinha) uma grande quantidade de ações ON do BPI.

Em resumo: - O Lulla estava no país "certo"!!

JulioK

Anônimo disse...

"Nada mais justo que usar o triplex na eleição", diz ex-zelador que xingou defesa de Lula:

18/12/2016

Jornal GGN - O ex-zelador do Condomínio Solaris José Afonso Pinheiro admitiu o ao juiz Sergio Moro que usava os boatos de que Lula era o dono de um apartamento triplex - que a Lava Jato afirma ter sido pagamento de propina da OAS - para tentar ganhar a eleição para vereador em Santos, em outubro passado.

Pinheiro foi demitido do Condomínio em abril de 2016, quando o caso envolvendo o ex-presidente da República passou para as mãos da Lava Jato. Exaltado por conta da "crise" e se dizendo prejudicado pelo escândalo, o ex-zelador se exaltou com a defesa de Lula quando passou a ser questionado sobre como entrou para a política. Ele foi convidado a se filiar ao PP e adotou em sua campanha o slogan "Afonso do Triplex".(...)

O advogado Cristiano Zanin Martins retomou o interrogatório, tentando produzir provas de que Pinheiro não é uma testemunha que tenha compromisso com a verdade, uma vez que tem interesse em explorar politicamente o caso envolvendo Lula.

Quando Zanin perguntou se nas conversas com o PP, já teria ficado acertado que o triplex seria citado na campanha, Pinheiro respondeu. "Nada mais justo. Eu era o afetado, eu que fui prejudicado. Nada mais justo que usar o triplex como outros candidatos usam outro nome qualquer. Nada mais justo que as pessoas saberem que eu era o zelador do triplex."

Zanin tentou obter mais detalhes sobre atuação política de Pinheiro, mas Moro interrompeu a audiência e ameaçou indeferir as perguntas: "Tá uma linha um pouco ofensiva mesmo e acho que a testemunha já respondeu. Qual a relevância disso?", indagou. O advogado de Lula não quis explicar qual a estratégia da defesa e reafirmou seu direito de deixar as perguntas registradas.

Moro impediu que o ex-zelador respondesse as seguintes perguntas: quem apoiou para o cargo de prefeito de Santos em 2016; na campanha, fez referências ou discursos citando Lula; participava de coligações políticas de oposição ao PT?

O juiz da Lava Jato disse que, de seu ponto de vista, a defesa de Lula estava "sugerindo que a testemunha está mentindo em juízo por causa da campanha eleitoral. É ofensivo!"

Mais à frente, Pinheiro disse que Marisa Letícia visitou o triplex no Guarujá se comportando como se fosse proprietária, e não apenas interessada no imóvel. "Eu tenho mais de 20 anos de experiência como zelador e você percebe quando a pessoa se apresenta como proprietária ou alugante. Eu não sou ignorante."

Zanin rebateu: "Você viu documento que prova que Lula era dono?"

O procurador da Lava Jato tentou impedir a resposta: "Ele já disse que [Marisa] se comportava como dona. Essa pergunta era irrelevante!"

Moro permitiu a resposta, e Pinheiro admiti: "Não, não vi documento."

A testemunha também admitiu que corretores "falavam verbalmente, sem documentos", que Lula era dono do apartamento 164-A para tentar alavancar as vendas no Condomínio. "Não me deram [explicações] e eu nunca perguntei [por que faziam isso], nunca me interessei por esses detalhes", disse o ex-zelador.

Em outra situação, o procurador também quis impedir que a testemunha respondesse que recebeu orientação para não dizer que Lula era dono do triplex, pois estava em nome da OAS. (...)

Quando a audiência estava encerrada, foi possível ouvir uma voz questionar Moro se ele também não lamentava que a defesa de Lula tenha sido desrespeitada durante a oitiva, ao que o juiz respondeu que não, porque o advogado escolheu adotar uma linha ofensiva. Para Moro, inclusive, chamar a defesa de "lixo" foi apenas "um pouco de excesso da testemunha".

Anônimo disse...

Sem falar de outras "possibilidades" ao alcance desta figurinha "inimputável".
Para os "CULTOS PETRALHAS", INIMPUTÁVEL não tem nada a ver com "NÃO SER PUTO"!!! Quer dizer, ele é uma figura "IMPROCESSÁVEL". Dentre outras inúmeras
possibilidades podem ser consideradas uma infinidade de MUAMBAS, o que não
é nada para quem "limpou" os bens dos Palácios do Planalto e Alvorada de dia claro.
Todo os brasileiros sabem quais são as muambas mais valiosas carregadas no Brasil-drogas em profusão, diamantes, ouro,jóias e não esquecendo a aquisição de armas militares que penetram adoidado e a la vontè pelas fronteiras, pelas dificuldades em fiscalizá-las dada a grande extensão, missão ainda mais
difícil se uma "forcinha superior" contibui para fabricar mais dificuldades.

Anônimo disse...

Bater na Globo ganha eleição:

Marqueteiro do Crivella: ninguém é obrigado a "lidar com a imprensa"

18/12/2016 - Conversa Afiada

Nessa eleição de 2016 para a Prefeitura do Rio, a campanha da e do Globo contra Crivella foi sórdida.

Reproduziu os momentos mais sórdidos da campanha incansável que moveu contra Brizola.

Que bom!
Porque bater na Globo ganha eleição!

É o que comprova a Fel-lha, que entrevistou o engenheiro Marcello Faulhaber, marqueteiro do Crivella:

Folha - Como Marcelo Crivella venceu mesmo com as críticas à sua candidatura?

Marcello Faulhaber - Antes ele sofria e não sabia reagir. Dessa vez reagiu de forma corajosa. Isso deu postura de líder a ele.

Folha - A relação com a imprensa se deteriorou muito.

Marcello Faulhaber - Ele achava que tudo o que falava era deturpado. E era.

Folha - Não é um argumento de quem não soube lidar com a mídia?

Marcello Faulhaber - Acho que ninguém é obrigado a lidar com a imprensa.

Folha - Esse comportamento não é a pós-verdade de que se fala, que não discute fatos?

Marcello Faulhaber - A credibilidade da imprensa está baixa. Muitas pessoas diziam: "Não ia votar em você, mas como está batendo na imprensa, vou votar". As pessoas estão se sentindo enganadas. Nós pesquisamos isso, não atacamos de graça.

Anônimo disse...

Segundo os coxinhas racistas e preconceituosos ( mesmo os de sobrenome português q se acham kkkkk) o maior presidente de tds os tempos deveria ir de jejue kkkkk

Anônimo disse...

Segundo os coxinhas racistas e preconceituosos ( mesmo os de sobrenome português q se acham kkkkk) o maior presidente de tds os tempos deveria ir de jejue kkkkk

Anônimo disse...

Duda Nagle não é o único idiota útil que ajudou a instituir um governo que tirou o emprego da mãe.

17 Dec 2016/Marcos Sacramento - DCM

A campanha do ator Duda Nagle pela manutenção do emprego da mãe é o mais recente exemplo da combinação de hipocrisia e ingenuidade dos manifestantes que saíram às ruas de verde e amarelo pelo impeachment da presidente Dilma, o fim da corrupção e contra “tudo que está aí na política nacional”.

Filho da jornalista Leda Nagle, ele aderiu à campanha #FicaLedaNagle, lançada nas redes sociais após o anúncio da demissão de sua mãe da TV Brasil. Tudo normal, não fosse um pormenor irônico. O dublê de modelo e ator teve uma fração de responsabilidade pelas mudanças que provocaram a saída de Leda Nagle da emissora.

Duda esteve entre os milhares a reivindicar mudanças na presidência da República. O sonho dos batedores de panelas se concretizou e Michel Temer assumiu o governo. Uma das primeiríssimas medidas foi mexer na Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), gestora da TV Brasil, canal onde Leda Nagle apresenta o programa “Sem Censura”.

Para o presidente mesoclítico, a EBC era considerada “um antro de petistas”, conforme o jornalista Chico Sant’Anna escreveu em um artigo do Observatório da Imprensa onde explica o desmantelamento da EBC pelo governo Temer.

Duda Nagle foi às ruas e ajudou a ascensão do grupo responsável pela demissão da mãe. O atual diretor-presidente da EBC, Laerte Rimoli, foi nomeado quando Temer ainda era interino. Jornalista, Rimoli tem no currículo a coordenação da campanha de Aécio Neves em 2014 e a assessoria da Câmera de Deputados nos tempos de Eduardo Cunha.

De acordo com relato da jornalista veterana, ele não hesitou na hora de demitir a profissional com mais de 40 anos de experiência. “Não houve nenhuma proposta de redução do valor do contrato, nenhuma tentativa de composição, nem nas reuniões anteriores nem a uma hora da tarde de ontem, quando Laerte Rimoli me demitiu. Foi assim. Foi muito feio. Fiquei e estou muito triste”, escreveu Leda Nagle no seu perfil no Facebook.

É bem provável que faltou ao jovem Nagle perspicácia para perceber as verdadeiras intenções dos protestos domingueiros “contra a corrupção”. Se foi por ingenuidade que contribuiu para a demissão da própria mãe, vida que segue, ele não está sozinho.

Muitos dos que dançaram a coreografia do “Seja Patriota” meses atrás gostariam hoje de ser um jabuti para poder se esconder dentro da própria carapaça.

Por outro lado, houve manifestantes que não tiveram escrúpulos de pedir retidão política mesmo tendo um currículo mais enlameado que o leito do Rio Doce após o rompimento da barragem da Samarco.

Gente como Renan Santos, do MBL, réu em pelo menos 16 ações cíveis e 45 processos trabalhistas.

Um desses arautos da moralidade foi o pastor Silas Malafaia, alvo de um mandado de condução coercitiva expedido pela Operação Timóteo, da Polícia Federal. Malafaia é suspeito de emprestar contas bancárias de instituições religiosas para lavar dinheiro de esquemas de corrupção.

Mais um motivo para o Duda Nagle olhar suas fotos estilo micareta nas manifestações e pensar, com uma ponta de arrependimento, na sandice onde foi se meter.

Anônimo disse...

O problema é que a fortuna que ele recebeu foi paga pelo BNDES, assim como a obra superfaturada e sem a menor possibilidade de controle.
E viva oi Brasil!

Anônimo disse...

Lula só não tinha pena do suor do trabalhador brasileiro que nele confiou. Lula traiu seu eleitor jogando-o na maior miséria já vista no Brasil. E passou a fazer parte das elites que ele tanto combatia.

Anônimo disse...

Quando vier à tona a negociata e as trampulinagens do "Pograma" "Mais Lixos Cubanos Para Banânia" aí sim veremos a podridão que sempre foi o PT e seus satélites corruPTos! Assaltantes do dinheiro do povo...

Anônimo disse...

Essas pesquisas eleitorais que empresas vem fazendo, para a presidência da república, colocando Lula em boa situação, podem ter um único objetivo: afetar os juízes que estão a julgar processos envolvendo Lula a ponto de deixá-los receosos de determinar a prisão do acusado, quando estiverem preenchidas as condições legais para esse fim.

Anônimo disse...

Comunistas khaffir e devem ser exterminados! Moslimes que continuam associados a aqueles devem ser massacrados tambem!

Anônimo disse...

E SEGUNDO OS PORCOS COMUNISTAS SUJOS E IGNORANTES? A SIM, LULA E PROLE DE RATAZANAS VAGABUNDAS VÃO APODRECER NA CADEIA KKKKKO

Anônimo disse...

Menas Janot, organismos internacionais acompanham perseguição a Lula:

18 de Dezembro de 2016 - Brasil 247

LAUREZ CERQUEIRA....
Várias organizações internacionais de juristas, procuradores, e outra categorias, até a ONU, estão acompanhando o desenrolar das ações do Juiz Sérgio Moro, do Ministério Público e da Polícia Federal na perseguição política ao ex-Presidente Lula.

O Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, acusou o ex-Presidente Lula de ter “atacado todo o Ministério Público”, por ter processado o procurador Deltan Dallangnol, por calúnia e difamação.

Lula foi acusado injustamente, sem provas, de ser chefe de organização criminosa por Dallangnol numa ação política, por meio de um powerpoint constrangedor apresentado numa coletiva à imprensa, com falsos testemunhos.

O procurador Dallangnol, como pregador da palavra de Cristo em igrejas Brasil afora sabe que, segundo o cristianismo, falso testemunho é um pecado mortal, mas parece que ele não está nem aí.

Não é bem assim, Senhor Janot. Na minha interpretação dos fatos, Lula está processando a parte do Ministério Público que, por suposto, age politicamente com perseguição a ele, já identificada e documentada pelos advogados da defesa como ativistas políticos que o atacam nas redes sociais e em reuniões, há muito tempo. A defesa do ex-Presidente tem provas.

Ao dizer que Lula “ataca todo o Ministério Público” , parece que Janot está fazendo política, tentando jogar o Ministério Público e a opinião pública contra Lula, que é a vítima da perseguição.

A parte do Ministério Público que acusa sem provas é minoria. O Brasil sabe como são tratados os delatados do PSDB e como são tratados os do PT.

O ativismo político de uma banda do Ministério Público e da Polícia Federal com simpatia manifesta pelo PSDB é conhecido da imprensa e dos advogados de defesa do ex-Presidente e já foi documentado.

Vejo os sinais trocado. Há ativistas no MP que atacam Lula e não o contrário como diz o SenhorJanot.

Lula está agindo como deve agir qualquer cidadão na defesa da sua honra e da sua família.

Anônimo disse...

Enquanto acusam lula.....

Enquanto isso....

TEMER QUER DAR R$ 40 BILHÕES DE PRESENTE ÀS TELES:

Governo de Michel Temer deve sancionar nesta semana lei que perdoa R$ 20 bilhões em multas aplicadas contra empresas de telefonia e ainda transfere às teles patrimônio físico, avaliado em R$ 20 bilhões, que deveria ser devolvido à União em 2025; contrapartida das empresas será investir valor semelhante em seus negócios para, supostamente, melhorar o serviço prestado ao consumidor; caso é tão escandaloso que foi denunciado até por Veja, da Abril, que é uma das avalistas do golpe parlamentar de 2016.

18 DE DEZEMBRO DE 2016

247 - Enquanto penaliza os mais pobres com arrochos na previdência e limita gastos na saúde e educação, com a PEC do Teto, o governo de Michel Temer (PMDB) vai dar esta semana um presente bilionário para as empresas de telefonia.

De autoria do deputado federal goiano Daniel Vilela (PMDB), o projeto criado para modernizar as regras das telecomunicações, na verdade perdoa multas de R$ 20 bilhões, aplicadas às teles, e ainda repassa para as empresas todo patrimônio físico que ela teriam que devolver à União em 2025. O presentão de Temer às teles soma R$ 40 bilhões.

A lei já passou pela Câmara dos Deputados e Senado e deve ser sancionada esta semana pela presidência da República. A revista Veja, na sua mais recente edição, chama o projeto de "presente bilionário" e "escândalo silencioso".

O patrimônio físico usado pelas teles (imóveis, antenas, torres, cabos, redes), que agora passa a ser delas em definitivo, foi avaliado pelo Tribunal de Contas da União em pelo menos R$ 100 bilhões. (...)

OU, SEJA, é mais $ que a Lava Jato e outras lava escambau a quatro juntas, recuperaram ao erário público.

Anônimo disse...

Lula??! Quem é Lula, minha gente???!!!! Kkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkk kkkk
Brasileiro gosta de perder tempo mesmo!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.