Relator recomenda suspensão de quatro meses para Jean Wyllys

O deputado Ricardo Izar (PP-SP) defendeu nesta terça-feira, no Conselho de Ética da Câmara a suspensão por 120 dias do exercício do mandato do deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) por ele ter cuspido em Jair Bolsonaro (PSC-RJ).

Izar é relator do processo por quebra de decoro parlamentar encaminhado pela Corregedoria da Casa. Em seu relatório apresentado, Izar diz que o Parlamento não admite esse tipo de infração e que, ao invés de seis meses de suspensão, como recomendado pela Corregedoria, sugeria quatro meses.

No parecer, Izar diz que é inegável a "natureza injuriosa" do ato e que a cusparada "macula a honra objetiva" da Câmara.

22 comentários:

Anônimo disse...

Essa suspensão é remunerada? Se for é gozo de férias. É de se pensar se for.

Anônimo disse...

Macula a honra objetiva da Câmara. Mais do que já está com a roubalheira dos Deputados? Impossível

Anônimo disse...

Cortaram o salário e as benesses do período? então tá.

Carlos Mota disse...

Esta biba desvairada que foi eleita deputado só está lá porque uma cambada de imbecil inútil votou nele.
Simples assim!!!!

Anônimo disse...

SÓ? TEM QUE EXPULSAR ESTE BAGACEIRO.FORA COM ESTES COMUNISTAS.

Anônimo disse...

MARCELO ODEBRECHT CONFIRMA PROPINA PAGA A TEMER E ALIADOS:

Marcelo Odebrecht, ex-presidente e herdeiro do grupo que leva seu sobrenome, confirmou à força-tarefa da Lava Jato a versão do ex-executivo da empreiteira Cláudio Melo Filho sobre pagamento de R$ 10 milhões ao PMDB feito a pedido do presidente Michel Temer; Marcelo respaldou o episódio do jantar no Palácio do Jaburu, em maio de 2014, com a presença de Temer, então vice-presidente, e do hoje ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, no qual, segundo os delatores, foi acertado o pagamento o peemedebista; Marcelo, que fechou acordo de delação premiada, depôs por pouco mais de três horas na segunda (12) em Curitiba.

14 DE DEZEMBRO DE 2016

247 - Marcelo Odebrecht, ex-presidente e herdeiro do grupo que leva seu sobrenome, confirmou à força-tarefa da Lava Jato a versão do ex-executivo da empreiteira Cláudio Melo Filho sobre pagamento de R$ 10 milhões ao PMDB feito a pedido do presidente Michel Temer. Marcelo respaldou o episódio do jantar no Palácio do Jaburu, em maio de 2014, com a presença de Temer, então vice-presidente, e do hoje ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, no qual, segundo os delatores, foi acertado o pagamento para o peemedebista. Marcelo, que fechou acordo de delação premiada, depôs por pouco mais de três horas na segunda (12) em Curitiba. De acordo com procuradores, as oitivas seguiram terça (13) e devem durar ao menos três dias.

As informações são da Folha de S.Paulo.

O delator Cláudio Melo Filho já apresentou, inclusive, provas da propina encaminhada a Temer, incluindo um email de Marcelo Odebrecht (MO) para comprovar que os R$ 10 milhões pedidos por Michel Temer à empreiteira no Jaburu foram propina. Na mensagem, Marcelo diz ter feito o pagamento a MT (Michel Temer) depois de "muito choro" e afirmou que este seria o último pagamento ao time dele. Os recursos foram divididos com Eliseu Padilha, chefe da Casa Civil, José Yunes, amigo e parceiro de Temer, e também Eduardo Cunha, que, nas perguntas que tentou enviar a Temer, mas que foram barradas por Sergio Moro, o questionou sobre essa doação.

"Marcelo não deu detalhes sobre a operacionalização do dinheiro que, de acordo com Melo Filho, foi feita por Padilha. Segundo o ex-executivo, o hoje ministro do governo pediu que parte dos recursos fosse entregue no escritório de José Yunes, assessor e amigo de Temer, em São Paulo.

Temer, Padilha e Yunes negam ter praticado qualquer tipo de irregularidade e a empreiteira não se manifesta sobre o teor dos acordos.

Após a conclusão dos depoimentos, o ministro Teori Zavascki, do STF (Supremo Tribunal Federal), decide por homologar ou não os acordos."

SE O TRAÍRA não renunciar agora,vai abrir caminho para o Principe da Privataria Tucana, assume indiretamente.

Anônimo disse...

KENNEDY: LOBBY DE JUÍZES A FAVOR DE SUPERSALÁRIOS É VERGONHOSO:

Colunista Kennedy Alencar classificou como vergonhoso o que chamou de "lobby" dos magistrados contra o projeto que acaba com os supersalários no Brasil; "Juízes e procuradores deveriam ser os primeiros a tomar medidas para cumprir o teto, mas ontem o que se viu foi um show explícito de corporativismo", diz Kennedy; "Esse tipo de show prejudicará os pobres no contexto de uma regra orçamentária mais rígida. É vergonhoso invocar o combate à corrupção e demonizar os políticos para defender salários acima do teto".

14 DE DEZEMBRO DE 2016

247 - O colunista Kennedy Alencar classificou como vergonhoso o que chamou de "lobby" dos magistrados contra o projeto que acaba com os supersalários no Brasil.

"Ontem, o Senado aprovou projetos contra os supersalários. Havia lobby da magistratura defendendo uma ilegalidade, que é receber acima do teto constitucional. Juízes e procuradores deveriam ser os primeiros a tomar medidas para cumprir o teto, mas ontem o que se viu foi um show explícito de corporativismo", diz Kennedy.

"Esse tipo de show prejudicará os pobres no contexto de uma regra orçamentária mais rígida. É vergonhoso invocar o combate à corrupção e demonizar os políticos para defender salários acima do teto", afirma o colunista.

Segundo Kennedy, a aprovação da PEC 55, que congela os gastos públicos por 20 anos, criará uma "briga de foice" pelo dinheiro público. "A PEC do Teto terá efeito no médio e no longo prazo, mas é importante desde já defender prioridade para políticas sociais e investimentos em infraestrutura. É preciso cautela em relação aos lobbies corporativistas, como os pedidos de aumento da magistratura, do Ministério Público e das carreiras da alta burocracia estatal", afirmou.

Anônimo disse...

deveria ser expulso!

Anônimo disse...


Tem que suspender mesmo, onde já se viu não engolir após o boquete.

FritzCarraldo disse...

O problema é a cusparada deste sujeito pode transmitir AIDS, pois, como se sabe, a veadagem continua muito contaminada.

Anônimo disse...

ESSE VEADINHO DO BBB DEVERIA CUSPIR NA CARA DO LULA!

Anônimo disse...

Suspensão é pouco.Ele tem que ser cassado!Seria uma faxina na Câmara! Como é o nome daquele animal que cospe nas pessoas?

Anônimo disse...

Não fará falta, é apenas mais um improdutivo.

Anônimo disse...

Quando voltar da suspensão, expulsem-o. Quem não ajuda, não atrapalha.

Anônimo disse...

manda de ferias para a Síria...

Anônimo disse...

Suspensão é pouco, quem teve uma atitude como a que teve o deputado, cuspir em um colega, em Plenário , em uma votação relevante para o Pais, não tem o menor apreço pela Democracia, tem de ter o MANDATO CASSADO .!!!

Carlos Mota disse...

O Petralha Anônimo das 13:57h e 14:01h, que publica estes bifes aqui no blog não tem nada de massa encefálica; se tivesse, não publicaria estes textos longos que ninguém lê.
Ainda mais vindo de um apoiador de ladrões e bandidos dos mais chinelões.
Tá defendendo o teu michê, não é safadinho????

samuel disse...

a cusparada deste sujeito pode transmitir AIDS, DEVERIA CUSPIR NA CARA DO LULA... No lula não teria consequencia ELE JÁ ESTÁ CONTAMINADO PELO MENINO DO MEP (além das bactérias provindas da éguas que ele copulava quando adolescente...)
Políbio, é preciso ter estómago para ser jornalista sério neste país, que decadência !!! Ainda por cima NÃO VAI RECEBER PUNIÇÃO!

Anônimo disse...


Deveria ser expulso e perder o mandato. Se suspenso (jeitinho legislativo) que sejam suspensos todos os benefícios (financeiros e outros que não são poucos), pois se assim não for, torna-se ridículo.

Anônimo disse...

Deve ser expulso da Câmara para servir de exemplo a todos que não sabem comportar-se civilizadamente.
Essa tranqueira não fará falta alguma.

Anônimo disse...

pp é aliado do pt =pp, pmdb e pt sao os 3 partidos do petrolao

Anônimo disse...

ele caiu de paraquedas é suplente ficou no lugar do deputado q foi eleito ele era do bbb da globo , uai os vermelhos atacam a globo mas defendem este biba da globo =quanto cinismo