PT e PCdoB, os autores da herança maldita, falam, falam, falam. A base aliada deixa falar, falar, falar.

Tarcisio Zimmerman, Adão Villaverde, Manuela D'Ávila, Juliano Rosso, Pedro Ruas et caterva, falarão pela noite adentro, mesmo que à luz de lampião. Eles atacam as soluções para os problemões que criaram no governo Tarso. Cada um defende uma corporação.

Os deputados da base aliada de Ivo Sartori pouco usam a tribuna da Assembléia para defender o pacote de modernização da administração estadual.

Não é por falta de convicção.

É que a ordem é votar e esmagar a oposição, que não sai da tribuna, tentando ganhar tempo para vencer os adversários no cansaço.

PT e seus grilos falantes PCdoB e PTB, deixaram a tremenda herança maldita que as propostas em exame tentam corrigir.

O Psol, puxadinho do PT e do PCdoB, apenas faz figuração no plenário.

16 comentários:

Anônimo disse...

Que pobreza !
Cruzes

Anônimo disse...

Estadão critica vazamentos da Lava Jato contra políticos que não são do PT:

19/12/2016

Jornal GGN - O jornal Estado de S. Paulo, que prova diariamente, através do blog do jornalista Fausto Macedo, ter acesso diferenciado para a cobertura da Lava Jato, agora se insurge contra os vazamentos de delações premiadas da Odebrecht, que atingem políticos de várias vertentes, inclusive do PSDB e PMDB.

O periódico publicou um editorial, nesta segunda (19), defendendo que a imprensa, pelo bem da "democracia", saiba separar o joio do trigo e evidenciar, junto à opinião pública, que há diferença entre os políticos que receberam dinheiro para favorecer empresas e políticos que pediram doações eleitorais e que, por inocência, não sabiam que a origem do dinheiro não era lícita.

De maneira bem direta, o Estadão diz ainda que só os "petistas", únicos arquitetos dos esquemas de corrupção revelados pela Lava Jato, merecem estar na mira de vazamentos seletivos que promovem verdadeiros linchamentos midiáticos. Políticos de outros partidos merecem que os jornalistas façam o que manda o código de ética da profissão: apurar bem os vazamentos, antes de colocar todos os nomes no mesmo balaio.

Em relação à delação da Odebrecht, o jornal disse que "o material que está vindo à tona nos últimos tempos é relevante demais - pelos efeitos que produz nas vidas das pessoas e da Nação - para que mereça não mais que os cuidados de praxe."

"Está claro, a esta altura, que as delações dos executivos da Odebrecht não diferenciam os políticos que receberam doações eleitorais legais daqueles que receberam propina para favorecer a empreiteira. Tudo ganha contornos ainda mais confusos quando as delações atribuem a quase toedos os políticos agraciados apelidos jocosos, que induzem a imaginá-los como bandidos, desses que carregam alcunhas reveladoras de seus traços criminosos."

Agora, o Estadão preocupa-se com o fato de que a Lava Jato gerou "no País a sensação de que ninguém escapará da 'delação do fim do mundo'. (...) essa atmosfera de apocalipse, sob a qual se misturam culpados e inocentes, só favorece os verdadeiros arquitetos desse monumental esquema de corrupção do qual a Odebrecht era um dos pilares, isto é, os petistas ora escorraçados do poder."

"Considerando-se que ainda há mais de sete dezenas de depoimentos a serem vazados - ou alguém duvida de que esse será o seu primero destino? -, obviamente para manter intactas as condições de temperatura e pressão da crise e, com isso, continuar desgastando o governo e o Congresso, cabe ressaltar a responsabilidade da imprensa nesse cenário."

Ao final, o veículo adverte que "o jornalismo de qualidade - feito de independência, sensatez e inteligência, capaz de separar o joio do trigo - é o único antídoto realmente eficar contra o envenenamento da democracia (...)."

Anônimo disse...

Em Curitiba, protesto pró-Moro reúne 15 pessoas:

19/12/2016

Jornal GGN - Um protesto organizado ontem (18) no centro de Curitiba (PR) frustou seus organizadores. Apenas quinze pessoas e um cachorro, de acordo com o jornal A Gazeta do Povo, participaram da mobilização que apoiava a Operação Lava Jato.

“Não dá para competir com o Papai Noel”, afirmou Narli Resende, uma das organizadoras, creditando a baixa adesão às vendas de Natal. Segundo o jornal paranaense, os lojistas da Rua XV de Novembro, no centro de Curitiba, se mostraram animados com o movimento dos clientes.

Os manifestantes se reuniram no final do calçadão da XV de Novembro, em frente ao prédio da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Os organizadores pretendiam caminhar pelo centro curitibano, mas o baixo número de pessoas mudou os planos. Eles protestavam contra os benefícios dos políticos, incluindo foro privilegiado e as verbas de gabinete, e declararam apoio ao juiz Sergio Moro. (...)

Anônimo disse...

Enquanto existir essa praga que são esses partidos de esquerda, estepaiz será essa droga. Povo desempregado, pedindo migalhas, sem educação, sem segurança, sem saúde, os políticos todos RICOS, eles e seus filhos, vide o lula e filhos.

A própria Rússia depois de 76 anos de regime comunista-genocida do próprio povo, até hoje, vive da exportação de PETRÓLEO, GAS E ARMAMENTO. Esse é o regime que o PT/PCdoB, PSOL, querem para o Brasil.

Anônimo disse...

Vai ver que a crise no RJ tbm foi do PT, a crise em Mg tbm foi o PT, a crise em Porto Alegre tbm foi do PT. Vai te catar o nojento!

Anônimo disse...

Tem pessoas k adoram perder tempo, escrevem uma carta aqui como se alguem fosse ler

Anônimo disse...

E pior, quando são os outros que vão falar, sempre tem um grupinho que pede um aparte e come o tempo dos outros, estratégia muito majada da esquerda bolivariana escarlates.

Anônimo disse...

Parabéns, Polibio.
Belíssima ilustração da espécie;

Anônimo disse...

Corta a publicação de tijolos na área de comentários. Copiar e colar não dá.

Cap Caverna disse...

Esses e essas comunistas desgraçados, além de serem uns crápulas, querem que sejamos uma nova Venezuela, pois esses canalhas, adoravam elogiar o irracional bolivariano e agora colega do capeta, Hugo Chaves! Essa gentalha malandra, incompetente , nada mais são que uns comodistas, e usam os incultos , para se perpetuarem na politica, pois fora dali, não sabem fazer nada , para ganhar a vida. Essa Manuela é tal qual a Maria do Rosário, uma imbecil eloquente!

Anônimo disse...

PTB e o Lara secretário de todos os governos, revoltadinha por não ter arrumando um tetinha.

Anônimo disse...

ESSE BABACA DESEMPREGADO BABA OVO DO PARTIDO DA TRAPAÇA E DE SEU GANGSTER DE GARANHUNS ESCREVE ESTERCO E NINGUÉM POLIBIO!

Anônimo disse...

POLIBIO! ESSE PETISTA TÁ FICANDO MALUCO!

Anônimo disse...

Políbio, o certo seria chamá-los de grilos "cagantes" pq por onde passam só deixam cagadas. E o Laralarapio defendendo aquele discurso furado, demagógico do ptbosta. Vão se catar, cambada.

Anônimo disse...

Discordo do comentarista das 16:33 hs, o regime que o PT/PCdoB, PSOL e outros partidos comuno-bolivarianos querem implantar aqui é o mesmo de Cuba-Venezuela, isto é, o regime comuno-bolivariano do atraso total em todos os setores que se possa imaginar em um país, menos pra eles que viverão do bom e do melhor às custas da miséria da população que não faz parte do staff.

Anônimo disse...

Funcionários públicos malandros não aceitam perderem a boquinha. Safados. Até que um dia surgiu um bago roxo para mandar esses piolhos trabalharem. Ferro neles, Sartori! A população de bem está com você.