domingo, 11 de dezembro de 2016

PF investiga 120 suspeitos. Desvios na Ufrgs envolvem projetos que totalizam R$ 99 milhões.

O presidente da Faurgs, Sérgio Nicolaiewsky, foi um dos presos.

A Polícia Federal investiga pelo menos 120 pessoas suspeitas de terem sido beneficiadas desde 2013 com R$ 5,8 milhões oriundos de bolsas de estudo irregulares pagas por meio de programas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Entre os falsos alunos há, por exemplo, pessoas sem curso superior ou apenas com ensino fundamental completo, marido de funcionária, namorada de sobrinho de servidora. Na sexta-feira, policiais federais deflagraram a Operação PhD e prenderam seis suspeitos de envolvimento nas fraudes.

A reportagem desta nota é de Adrine Irion, RBS. O editor apenas copidescou o texto para condensá-lo e facilitar rápida leitura.

Leia mais:

São investigados 20 projetos com valor total de R$ 99 milhões.

Com a deflagração da operação, a PF recebeu dezenas de novas denúncias citando irregularidades na concessão de bolsas, segundo informou o delegado Aldronei Pacheco Rodrigues, responsável pela investigação.

O foco da investigação da PF foram os programas de Educação em Saúde Coletiva (PESC) e o de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (PPGCol) da Escola de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O principal suspeito de articular as fraudes é o professor Ricardo Burg Ceccim, que foi preso.

Uma das suspeitas presas, Marisa Behn Rolim, que é secretária do PPGCol e também bolsista, tem, pelo menos, 15 familiares ou amigos recebendo o benefício, entre os quais uma prima, dois irmãos e amigos da igreja que frequenta. Além disso, obteve emprego para a filha, Priscila Behn Rolim Coronet, também presa, e facilitou contratações para prestação de serviço de um filho. O depoimento de Ceccim à PF deve ocorrer na manhã deste sábado. Segundo apuração, Ceccim estava com viagem marcada para a Itália na próxima semana.

Também foram presos na Operação PhD  Sergio Nicolaiewsky, ex-vice reitor da UFRGS e atual diretor-presidente da Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Faurgs), o professor Alcindo Ferla, que também atua na Escola de Enfermagem da UFRGS, e a professora Simone Chaves, da Unisinos.

28 comentários:

Anônimo disse...

Pode ser que alguns destes foram para Alemanha vaiar Sérgio Moro. Seguem a linha esquerdopatas na universidade.

Diogo Zaddor disse...

Obaaaaaa, vão fazer uma devassa por entre os "doutores intelequituais".... kkkkkkkkkkk
Por isso que passei na frente e vi uma correria de ratazanas vermelhas... kkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

A UFRGS nunca foi grande coisa e agora caiu a máscara, abordelou-se.
Na era petralha foram criadas milhões de ONG"s "prestadoras de serviços",
cujos únicos beneficiados foram os ladrões disfarçados de professores.
Projetos fictícios aos milhões, TODOS EM "BENEFÍCIO DA SOCIEDADE",
"PROJETOS SOLIDÁRIOS" e blá-blá-blá!!!!!
Roubalheira pura!!!

Anônimo disse...

Que vergonha! Um professor de universidade, que deveria dar o exemplo, foi pego roubando dinheiro do erário. Não somente se tornou um velho, mas também um velhaco! Passará para a história como mais um ladrão do sofrido povo brasileiro!

Anônimo disse...

Devemos prestar atenção nos sobrenomes... Nada acontece por acaso... "Rolim....Rolim....Não sei de onde conhecemos este nome.

Anônimo disse...

VER - GO - NHA !!!!!!!!~!~!!!

Anônimo disse...

Isso só numa Universidade Federal, imaginem se cavoucarem nas demais UF de todo Brasil?

Anônimo disse...

Essa FAURGS é uma excrência. A turma de "vivos" da UFRGS fizeram uma Fundação para evitar muitas coisas que a Universidade não pode fazer. Aí entra a FAURGS com a sua turma....Veja o que aconteceu com a Fundação da Universidade de Santa Maria e o Detran....

Anônimo disse...

Só 120 pessoas, ta louco, deve ter no minimo uns 10.000 envolvidos.

Anônimo disse...

PolÍbio SÉRGIO NICOLAIESKY, seu pai não era dono do Colégio RUI BARBOSA localizado na AV. OSVALDO ARANHA, bem onde passa a entrada do túnel da CONCEIÇÃO?

FritzCarraldo disse...

A aí, cátedra vermelha?! Como é que é? Vão continuar comunistas na prisão onde vão "ensinar" os "coleguinhas" a serem "intelequituais"?!
kkkkkkkkkkkkkkk...
Quero ver os "doutores vermelhinhos" todinhos com pulserinhas de aço inox!!!...
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

Anônimo disse...

Isto é só a ponto do iceberg. E as bolsas de mestrado e doutorado decididas nas entrevistas?
E os professores com dedicação exclusiva que tem seus escritórios/consultórios?

Anônimo disse...

Quanta lama, essa é a UFRGS do PT.!!!

PEDRO LIRA disse...

KKKKKKKKKKKK PT É LADRÃO EM TUDO QUE BOTA A MÃO , GRADE PRA MÁFIA , UMA VERGONHA ESTE TIPO D GENTE...........

Fernando Bender disse...

Tens como divulgar a lista dis nomes?

Façanha, o advogado do povo disse...

Jornalismo marrom "investigativo", outro nome: fofocagem, que é essencial para vender jornal. Não fosse a Internet, o que seria dos viciados em mexericos, intrigas e bisbilhotices, não é mesmo?

Anônimo disse...

Hehehehehe e ainda vão na Igreja !!!!!!!!!!!!!!!
Chinelagem

Anônimo disse...

Pelo jeito os esquerdopatas estão fazendo pesquisas secretas caríssimas na UFRGS, deve ser coisa de ponta, inéditas no mundo, em breve teremos Nobeis em Porto Alegre........

Anônimo disse...

Ler a chuva de comentários contra estes professores em seus sites do facebook é glorioso. O povo está os repudiando. Porque são ladrões e... petistas.

Anônimo disse...


Já Sei!
A culpa é do Lula!


kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Vergonha é o fim do mundo estes petistas roubando dos alunos , garna das bolsas de estudos foam parar nas bosas deles, esat éa patria educadora do pt- ROBAR OS ALUNOS

ESTE PROFESSORES VERMELHOS DO PT, PSOL, PCDB COMUNISTA DA BANDEIRA COM FOICE E MARTELO E REDE SAO LIXOS ALIAS, PIORES DO QUE LIXO PORQUE LIXO AINDA PODE SER RECICLADO

Unknown disse...

HERANÇA DO PÁTRIA EDUCADORA!!!

Anônimo disse...

Estado Islâmico para eles!

Anônimo disse...

Com uma receita federal apetralhada as ONG's ficaram como o diabo gosta!
Projetos Executados??? ZERO!!!
Dinheiro roubado???? CEM POR CENTO!!
Tem que demitir e prender também os corruptos petralhas da receita federal
que NÃO SABIAM DE NADA E NUNCA VIRAM roubalheira nenhuma.

Anônimo disse...

Como os queridinhos receberam dinheiro indevido, deveria colocar os nomes. Para roubarem, não se importaram em franquear o nome. Se não publica os nomes, outros vão emprestar suas identidades para fazer o mesmo. Chega de ladão enrustido. Que merd@. Cada vez que coloco gasolina, compra um carro, vou ao supermercado, não tenho segurança, falta hospitais, ... e esses bost@s se locupletando

Anônimo disse...

Esquerda caviar universitária fazendo seu assalto aos cofres públicos.

Anônimo disse...

polibio

imagine as listas do enen, prouni, ciencias sem fronteiras e outras regalias que inventaram na era petista

tinha pograma pra tudo, isto é, para eles e os deles se locupletarem

até o pograma, é isso mesmo, pograma patria educadora

eles só educaram os deles de como roubar os cofres publicos

como dizem no interior, cada enxadada uma minhoca

é só procurar que acham as roubalheiras da turma do pt e dos pcs e psois

todos nas tetas da pátria mãe

cadeia para todos, ou melhor tem que fazer o pograma, cadeia para todos os petistas e os seus

esse país virou na era do pt, um país de pograma, aquele que acontece na farrapos ou na voluntários, sem ofender as profissionais do ramo

Anônimo disse...

Triste, danoso, imoral, mortal, corrupção capilar. Demonstra que as famílias estão ensinando formas de tirar vantagem, num egoísmo descabido. País, mães e irmãos brasileiros ensinando, no trânsito, no hospital, na rua, como tirar vantagem, ficar rico a qualquer custo. Não é só o partido que é corrupto...Estamos vendo cair máscaras dá família brasileira. Observem no trânsito, por exemplo. Ninguém consegue esperar, prioridade para o carrão de cem milhões, as pessoas por sua vez atravessam fora do sinal, professores não sabem utilizar banheiros públicos, presidentes investigados por corrupção e não se demitem como um gesto óbvio de preocupação com a nação, não não...