sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Petrobrás também vai vender 50% da BSBios

A saída da Petrobrás do controle de sete usinas de açúcar e álcool da Guarani, reforça a decisão da estatal de cair fora do setor de biocombustíveis, menina dos olhos do ex-vice-governador gaúcho Miguel Rosseto, que chegou a ser presidente da Petrobrás Biocombustíveis.

A estatal também venderá a metade das ações que possui na gaúcha BSBios, produtora de biodiesel a base de soja. a BSBios diz que não sabe de nada.

O setor passa por dificuldades.

Nos últimos dois anos, o consumo de diesel e biodiesel caiu 20%, o que reduziu a mistura.

O governo Temer ainda não disse o que quer da área.

6 comentários:

Nani disse...

A empresa das "tretas" do Miguel Rosseto!!!

Anônimo disse...

Tem que investigar a compra pela Petrobras das sitadas empresas. Sócios ocultos?

Anônimo disse...

Vai falir. Tem treta, sem o guarda chuva da Petropixuelco já era. Vai sobrar óleo de fritura, oba!!!

Anônimo disse...

Vamos verificar o valor que a Petrobrás pagou e quanto vai receber. É a Pasadena gaúcha: Em setembro de 2009 a BSBIOs adquiriu em Marialva, no Paraná uma indústria de biodiesel a base de soja e sebo bovino, por 37 milhões de reais. Dois meses depois, vendeu 50% para a Petrobrás por 55 milhões de reais. Gostaram da falcatrua e em 2011 a Peterobrás adquiriu 50% da indústria da BSBIOs de Passo Fundo por 200 milhões de reais, quando todos os ativos, somando as duas empresas, novos, valeriam 180 milhões de reais. Descontando as dívidas (que eram grandes, pois o investimento inicial total foi de 6 milhões de reais), o valor do patrimonio líquido é insignificante perto do valor que a Petrobrás pagou por 50%. A BSBIOs patrocinou a campanha de diversos deputados no RS e, até agora, conseguiu escapar das investigações. Seu presidente a pouco tempo tinha patrimônio zero, era arrendatário de um posto de combustível na cidade de Colorado (com 20 mil reais emprestados pela avó da namorada) e em 2012 já era apresentado (reportagem da Revista Exame), como o Tremendão do Biodiesel (seu nome é Erasmo Carlos), o homem de 1 bilhão de reais.

Zeca disse...

Completando informações do anônimo da 00:44, Erasmo Carlos Battistella, um dos sócios proprietáriso da BSBBios em Marialva e Passo Fundo. O outro sócio da planta de Passo Fundo é o Antônio Roso, sócio-proprietário da METASA S/A, de Marau, que foi pega na Lava-Jato (era fornecedora da UTC, Iesa, OAS, Camargo Correa e Queiroz Galvão). A IESA todos sabem o que aconteceu né, só lembrar do Polo Naval do Jacuí em Charqueadas.

Vendeu quase tudo e hoje monta um shopping em Passo Fundo, o maior o norte do Estado, e nas horas vagas é vice-presidente da FIERGS, lembrando que o presidente da Fiergs Heitor Müller sempre foi puxa-saco da Dilma.

Será que tem treta? É muita conexão em tão pouco tempo...

Zeca disse...

Completando informações do anônimo da 00:44, Erasmo Carlos Battistella, um dos sócios proprietáriso da BSBBios em Marialva e Passo Fundo. O outro sócio da planta de Passo Fundo é o Antônio Roso, sócio-proprietário da METASA S/A, de Marau, que foi pega na Lava-Jato (era fornecedora da UTC, Iesa, OAS, Camargo Correa e Queiroz Galvão). A IESA todos sabem o que aconteceu né, só lembrar do Polo Naval do Jacuí em Charqueadas.

Vendeu quase tudo e hoje monta um shopping em Passo Fundo, o maior o norte do Estado, e nas horas vagas é vice-presidente da FIERGS, lembrando que o presidente da Fiergs Heitor Müller sempre foi puxa-saco da Dilma.

Será que tem treta? É muita conexão em tão pouco tempo...