segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Petrobrás anuncia aumento de 8,1% para a gasolina

A Petrobrás acaba de anunciar que a partir de amanhã aumentará os preços da gasolina (8,1%) e do diesel (9,5%).

12 comentários:

Anônimo disse...

Viva Temer
Viva PMDB
Viva os Cochinhas

Anônimo disse...

Beleza, agora os postos não vão aumentar os preços pois antes, na última redução, não tinham baixado....SQN

Anônimo disse...

Amanhã acordamos com o aumento nas bombas, façam suas apostas.

Anônimo disse...

Quando a pouco baixaram os preços os postos de gasolina não baixaram nada. É claro que agora vai aumentar sim os 9%. Afinal quem paga tudo é o consumidor final.

Anônimo disse...

PMDB e TEMER aumentos em............. para o povão, mas deixa né estão "consertando" a economia.

Justiniano disse...

Anônimo 21:01
Viva o PT que saqueou e depredou o patrimônio da Petrobrás.

Agora pagamos tudo isso devido essa escória e gentalha do PT na gestão da Petrobrás.

Quem foi a FDP da presidente"anta" que segurou o preço da gasolina, mesmo sabendo que Petrobrás pagava R$ 4,00 o litro da gasolina importada e com tremendo prejuízo para a empresa.

Anônimo 21:01 talvez você não saiba, o Brasil importa gasolina porque o petróleo brasileiro é bom para asfalto e diesel. Assim a gasolina é importada dos EUA, e se você é contra os yankees é bom parar de andar de carro.

Anônimo disse...

cochinha com "ch" é demonstrassão que a burrice é inata nos petralhas.

Anônimo disse...

Viva Temer!

Anônimo disse...

Essa alteração de preço vai chegar ligeirinho ao consumidor.
É baixaria da Petrobras fazer duas reduçõezinhas de preço (com bastante estardalhaço na mídia) e logo em seguida aumentar.

Unknown disse...

Este é o jogo!!! Só sobe!!! O anúncio da pretensa queda de preços foi só o gatilho para depois liberar geral!!!
Que palhaçada!!!

Anônimo disse...

Se o governo é pilantra, os donos dos postos são mais pilantras ainda! Os repasses do aumento da gasolina está aí para comprovar essa tese.

Anônimo disse...

nao e' a gasolina que aumentou, mas sim o real que se desvalorizou