Opinião do editor - A decisão de afastar Renan é flagrantemente ilegal.

O editor está convencido de que a liminar concedida pelo ministro Marco Aurélio Melo é flagrantemente ilegal.

Acontece que o plenário do STF ainda não tomou decisão sobre a ação apresentada pela Rede sobre se um réu pode estar na linha de sucessão.

O caso está com o ministro Dias Toffoli, que pediu vista.

Marco Aurélio Melo atropelou a decisão do plenário, que tem poderes muito superiores aos dele.

40 comentários:

Anônimo disse...

Um golpe contra o Senado,contra o congresso, contra a Democracia.... Parabéns aos imbecis que são contra o abuso de autoridade vcs venceram

Nélio disse...

É tão ilegal quanto a decisão que afastou Eduardo Cunha da presidência da Câmara dos Deputados. Aliás, não é somente esta a coincidência a unir os dois casos...

Anônimo disse...

Que Barraco .! Ainda bem que há um Toffoli, sempre pedindo vistas.!!!

Anônimo disse...

Tudo bem, respeito a posição do ilustre editor, mas com o afastamento de Cunha pelas mesmas razões se criou um precedente, espero que prá melhor, pois ele estava a procura de legislar para escapar de seus crimes. Isso é indigno e inadmissível.

Anônimo disse...

ERRADO CARO POLÍBIO, TÓFFOLI SÓ PEDIU VISTOS PARA AJUDAR RENAN.

DECISÃO DE AFASTAR JÁ ESTÁ TOMADA POR 6 VOTOS.

Anônimo disse...

Ilegal e imoral, pois deixa na mão de um petista, seriamente comprometido com roubalheiras na Presidência do Senado. Ademais, quebra o País, pois quem em sã consciência vai aplicar num País que está com instabilidade causado pelo Poder Judiciário.

Mordaz disse...

Não seria justamente para colocar o petista no cargo que ele atropelou a Constituição?

Anônimo disse...

É o abuso de poder surtindo efeito colateral para todos os lados, toda escumalha se debatendo para tirar o seu da reta, bem debaixo do nosso nariz, é bom saber que todos estão com aquilo na mão.

Anônimo disse...

A DECISÃO ESTÁ TOMADA SIM, > NÃO PODE <

TÓFOLLI PEDIU 'VISTAS' PARA DAR UMA AJUDA A RENAN.

Anônimo disse...

POLIBIO para min isso é uma jogada desses velhacos para expor o abuso de autoridade.

Alberto disse...

'Coitadinho' do CANGACEIRO! Fora Renan SAFADÃO!

Anônimo disse...

O judiciário comete abuso de poder todo o dia.

Anônimo disse...

Mas já terminou o mandato dele !

Isso é só pra gerar polêmica.

Estão botando fogo no país.

Anônimo disse...

MAM botou a carrocinha na frente dos bois!

Leonardo disse...

Bom,primeiro gostaria de entender se achas ilegal ou inconstitucional,se é contra alguma lei é ilegal se é contra a constituição é inconstitucional.Não acho que um ministro do STF ia fazer algo ilegal ou muito menos inconstitucional,no qual eles são guardiões da Constituição.

Luiz Campos disse...

Marco Maia, Vital do Rêgo, Eliseu Padilha, denúncia de cartel em estádios da Copa, Renan Calheiros: ruas sendo ouvidas. Alerta da ministra Carmem Lucia hoje: "ou o Estado dá uma resposta ou a sociedade parte para a vingança". Melhor que as respostam estejam começando a ser dadas.

Anônimo disse...

Até tu Brutus. É liminar, não é ilegal e nem definitivo. Mass

Anônimo disse...

É uma liminar, caro Editor. Não é julgamento do mérito. Além disso, cabe recurso ao plenário.

Anônimo disse...

Polibio Braga defendendo bandido como sempre.

Anônimo disse...

BLOG DO JORNALISTA POLIBIO BRAGA....


5 mil gritam "Fora Renan", defendem a Lava Jato e evitam "Fora Temer" em Porto Alegre

Pelo menos 5 mil pessoas ocuparam as duas pistas da avenida Goethe, no trecho entre as ruas Mostardeiro e 24 de outubro, todas elas protestando contra as maiorias da Câmara e do Senado que se colocaram ao lado da corrupção, conforme ficou demonstrado na votação de quarta-feira de madrugada, quando foi aprovada a Lei da Intimidação. É número suficiente para o primeiro ato público de rua, chamado durante o governo Temer para aprofundar as consignas de 2014 e o clamor pelo impeachment de Dilma Roussef. Em Porto Alegre, o centro nervoso da concentração do Parcão, onde saiu o evento, foi um caminhão de som do MBL, desaparecido dos demais Estados. As consignas desta tarde foram gritos de guerra contra os corruptos mais conhecidos, com ênfase para Renan Calheiros, Lula e Dilma. O apoio à Lava Jato e sobretudo ao juiz Sérgio Moro, pautou os discursos, cartazes e gritos da multidão. Um grupo poderoso de gente do Ministério Público, todos de preto, marcaram presença diante do caminhão de som. Ninguém gritou Fora Temer. Os manifestantes deixaram claro que o problema principal não é o presidente Temer, de quem se espera mais.

Os líderes do MBL, que há apenas um mês apoiaram valentemente a eleição do prefeito Marchezan Júnior, não quiseram ler os nomes dos deputados que votaram com os corruptos, entre os quais o próprio tucano, que é deputado federal. Em outras cidades, a lista dos votantes foi exibida para conhecimento dos manifestantes.

O ato público de Porto Alegre começou as 15h e terminou as 17h.

TEM OUTRO POST NO BLOG, onde o editor aparece. Então se o editor estava no Protesto, por analogia também gritou "fora Renan", ora o Ministro do STF MARCO AURÉLIO apenas "ouviu" as vozes da Rua? Ou é mentira?

AGORA O SENADO está em boas mãos do PT, Senador Jorge Viana que não responde e nem é indiciado em processo no STF. Vai botar ordem na casa.

Anônimo disse...

JUSTIÇA BLOQUEIA R$ 38 MI DE BRAÇO DIREITO DE TEMER:

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O juiz Leonardo de Araújo Costa Timiati determinou o bloqueio de R$ 108 milhões em bens do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, e de mais cinco sócios dele em duas fazendas localizadas no Parque Estadual Serra Ricardo Franco, em Vila Bela da Santíssima Trindade, a 562 km de Cuiabá, por degradação ambiental; os montantes bloqueados devem servir para a recuperação das áreas degradadas; a Secretaria Estadual de Meio Ambiente do Mato Grosso identificou o desmate irregular de 82,75 hectares na Fazenda Paredão, sem autorização ou licença ambiental; já na Fazenda Cachoeira foi constatado o desmatamento irregular de 735 hectares na área rural, sem autorização ou licença expedida pela secretaria.

5 DE DEZEMBRO DE 2016

247 - O juiz Leonardo de Araújo Costa Timiati determinou o bloqueio de R$ 108 milhões em bens do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, e de mais cinco sócios dele em duas fazendas localizadas no Parque Estadual Serra Ricardo Franco, em Vila Bela da Santíssima Trindade, a 562 km de Cuiabá, por degradação ambiental. As decisões foram dadas no dia 30 de novembro. Conforme o magistrado, os montantes bloqueados devem servir para a recuperação das áreas degradadas.

A Secretaria Estadual de Meio Ambiente do Mato Grosso identificou o desmate irregular de 82,75 hectares na Fazenda Paredão, sem autorização ou licença ambiental. Por causa dos danos, o magistrado mandou bloquear R$ 69.896.312,85 em bens do ministro e de outros seis sócios dele.

Já na Fazenda Cachoeira foi constatado o desmatamento irregular de 735 hectares na área rural, sem autorização ou licença expedida pela secretaria, além do uso de ocupação do solo em desacordo com o Sistema Nacional de Unidade de Conservação (Snuc). Por causa da devastação, foi lavrado pela secretaria um auto de infração, segundo a decisão. Pelos danos ambientais causados nessa área, o juiz determinou o bloqueio de R$ R$ 38,2 milhões em bens do ministro e de outras quatro pessoas.

Na decisão consta que, conforme o Cadastro Ambiental Rural (CAR), Padilha e os outros são proprietários da Fazenda Cachoeira.

PADILHA É O próximo a ser traído pelo traira, três já dançaram: Cunha, Geddel e Renan.

Anônimo disse...

Ilegal é conspirar contra os interesses nacionais.
Tem 12 processos, chega.
País dos "direitos"
Ora bolas !

Anônimo disse...

Mas isso não configura a ilegalidade da decisão.
Se o plenário ainda não decidiu, cabe ao relator decidir, ad referendum do plenário. E foi isso o que ocorreu - não há ilegalidade alguma.

Anônimo disse...

Ah, sim, deixa eu entender: esse senador Jorge Viana não foi aquele que recomendou a Lula ofender Moro para criar um fato político e incriminar o juiz????

Anônimo disse...

Estão vendo como o MARCHEZAN votou certo, quando votou para que juízes também sejam punidos?

Anônimo disse...

O Renan comeu o crime em 2007, só agora inicia o devido processo legal. Não seria retaliação por ter determinado investigação dos salarios do acima do teto. Marco Aurélio e casado com uma desembargadora e sua foi premiada com gargo igual. Deveria se declarar impedido , no entato rasga a constituição o regimento do STF e desrespeita demais juízes. Não defendo o senador, mais fora da lei a democracia morre.



Anônimo disse...

Bem, afastaram Cunha na mesma condição. Espero que sigam o precedente, afinal este senhor estava tentando legislar para benefício próprio, sem dúvida querendo minar todo trabalho de anos da Lava Jato.

ARS disse...

Se cunha foi afastado, porque o cangaceiro das alagoas não pode ser? A decisão já foi tomada por maioria pelo afastamento de réus da sucessão da presidência. O rábula dos corruPTos sentou em cima do processo. Apenas filigranas jurídicas e chicanas protelariam a permanência do dito cujo na presidência do senado.

Anônimo disse...

Culpado é o Tóffoli.

Anônimo disse...

Renan ainda estava presidindo o senado porque Tóffoli pediu vistas.

Renan já estava 'irregularmente' como presidente.

Tentava levar de todos os jeitos e 'maneiras' até fim de seu mandado, (início de 2017) somente para votar leis que o protegeriam depois.

Tóffoli na ânsia de ajudar o seus acabou prejudicando e estragando todo o plano.

Rinaldo disse...

Por favor, onde está a ilegalidade?

Rinaldo disse...

Por favor, onde está a ilegalidade?

Anônimo disse...


Ladrão deve cumprir pena imediatamente.

E por enquanto está no lucro.

Espero que tenhamos uma corte marcial, e fuzilamento sumário.

Anônimo disse...

correram tirar a o reu renan canalheiros aliado do pt p colocar o petralha safado do acre o jorge viana ele e o irmao do acre nao sao flores q se cheirem pobre pais sai um safado entra outro , e esse jorge viana chamou o juiz moro de bandido, em telefonema ele diz p luladrao se fazer d coitado p o povo ficar com pena dele... chamou o juiz moro de bandido....escutem o telefonema

Anônimo disse...

Não conheço esse projeto de abuso de autoridade mas faz todo sentido. O Lewandoski atropelou a constituição e não foi punido; o Barroso atropelou a constituição e não foi punido. Agora o Melo? Vamos em direção a uma ditadura de toga?

Anônimo disse...

Pra mim foi jogada ensaiada. Foi uma boa oportunidade de colocar um petista no comando do Senado.

Anônimo disse...

O CUNHA SE TORNOU RÉU E FOI AFASTADO,PORQUE NÃO O RENAN?O RENAN É A PIOR COBRA QUE EXISTE LÁ NO SENADO.ESTE CARA É UM CRÁPULA.ELE JOGA DOS DOIS LADOS.OU DE TODOS OS LADOS.É PT,PMDB,PSDB...CANALHA

Unknown disse...

Prefiro que marco Aurélio seja um ponto fora da curva desta forma(contra bandidos) e não como foi até recentemente(a favor)!!!

Brito disse...

Este país é uma piada. Toffoli um petista comunista incompetente. Renan um ladrão cangaceiro. Rodrigo Maia um frouxo. Temer no meio de bandidos tentando fazer algo de bom e que os dilapidadores e corruptos governos petistas já deveriam ter feito - mas preferiram comprar mansões pelo mundo afora. M.A.Mello uma vedete que gosta de criar caso feito galinha em terreiro de galo...que piada. Fujamos, fujam todos que puderem...numa dessas até a Venezuela vai ficar melhor.

Vajra Prema disse...

Ah, é! Que legal que é ilegal. É o próprio espelho do canalha canalheiros.
Sua arrogância e perversização. Um dia a casa cai! #ForaRenan