segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

O PT tumultua porque pensa que ninguém sabe o que ele fez

O PT faz de conta que nenhum dos seus ladrões está preso, denunciado, julgado, condenado ou apenas investigado.

E por isto tumultua.

Acontece que todos sabem o que fez o PT.

E o que fará de novo enquanto não for proscrito e seus líderes expurgados.

11 comentários:

Anônimo disse...

E os ladrões dos demais partidos editor? Aí não precisam ser proscritos e expurgados?

sempre mais disse...

Agem assim para ignorar a verdade e os otários pensarem que tudo é invenção. Mas tem Dirceu, Vaccari, e outras pragas mais na cadeia. Ignoram e assim eles pensam como se nada tivesse acontecido para contunuar na vida de crimes. Nunca vi um assassino arrependido.

Anônimo disse...

- AÍ É QUE VOCÊ SE ENGANA, POLÍBIO!!! PELA PESQUISA HOJE PUBLICADA, O POVO DEMONSTRA CABALMENTE QUE NÃO SABE O QUE LULA E O PT FIZERAM COM O BRASIL!!! OU ENTÃO, SOU OBRIGADO A ADMITIR QUE QUASE 80% DO POVO BRASILEIRO NÃO SE IMPORTA EM VOTAR EM LADRÕES DELE, POVO!!!

Anônimo disse...

Cambada de ratazana, viva o juiz Moro!

Anônimo disse...

As esquerdas só ficam quietas quando enchem seus bolsos com a corrupção como nos últimos 14 anos que quebraram o Brasil. Agora que foram apanhadas de calças na mão fazem a segunda coisa que mais sabem, avacalhar com o país!

Anônimo disse...

A tampa do caixão do PT será colocada quando colocarem o ladrão vagabundo Lula na cadeia!

Anônimo disse...

TEMER VAI ALEGAR QUE ERA DECORATIVO QUANDO PEDIU E RECEBEU R$ 10 MILHÕES:

Grupo mais próximo de Temer defende que o governo precisa insistir na tese de que a delação de Cláudio Melo Filho mostra um retrato não verdadeiro e que faz um recorte para causar o "máximo impacto possível", mas é cheio de incongruências; "Vamos lembrar que essa época (2014) era a época do 'vice decorativo'. O PMDB não tinha poder de decisão. Onde está o capítulo do Palácio do Planalto?", disse uma fonte palaciana à Reuters; o governo alega, por exemplo, que a denúncia de que Temer teria negociado uma doação de R$ 10 milhões não tem qualquer crime, já que a doação foi legal, comprovada por um depósito na conta de campanha do PMDB em 2014.

12 DE DEZEMBRO DE 2016 - Brasil 247

Por Lisandra Paraguassu

BRASÍLIA (Reuters) - Depois de dias de intensa pressão, o Palácio do Planalto investe em estratégias para desviar a atenção da sequência de denúncias que atingiu boa parte do primeiro escalão do governo, com o anúncio de medidas econômicas, possivelmente esta semana, e uma tentativa de desconstruir a delação premiada do ex-diretor de relações institucionais da Odebrechet Cláudio Melo Filho.

A carta assinada pelo presidente Michel Temer e enviada nesta segunda-feira ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pedindo que a PGR acelere as investigações e as delações dos executivos da Odebrecht, foi gestada durante a manhã em uma reunião.

No encontro, além de Temer, estavam os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Justiça, Alexandre de Moraes, o líder do governo no Congresso, senador Romero Jucá (PMDB-RR) e o secretário do Programa de Parcerias Investimentos, Moreira Franco.

A avaliação do grupo, hoje o mais próximo de Temer, é que o governo precisa insistir na tese de que a delação de Melo Filho mostra um retrato não verdadeiro, faz um recorte para causar o "máximo impacto possível", mas é cheio de incongruências.

"Vamos lembrar que essa época (2014) era a época do 'vice decorativo'. O PMDB não tinha poder de decisão. Onde está o capítulo do Palácio do Planalto?", disse uma fonte palaciana.

O governo alega, por exemplo, que a denúncia de que Temer teria negociado uma doação de 10 milhões de reais não tem qualquer crime, já que a doação foi legal, comprovada por um depósito na conta de campanha do PMDB em 2014.

A ideia de que a delação completa da Odebrecht pode exonerar de alguma forma o PMDB e voltar o foco para o PT, ocupantes anteriores do Planalto, está presente na estratégia, mas o governo admite que não há como pedir quebra de sigilo das delações.

"O sigilo só pode cair depois que todas as delações forem homologadas pelo Supremo Tribunal Federal", diz a fonte.

Aliados de Temer irão reforçar às críticas ao vazamento --o que foi confirmado por uma nota do PMDB, que chama o fato de "vazamento criminoso" de uma proposta de delação não homologada.

A estratégia de pedir a anulação, no entanto, não vingou. Isso porque, ao contrário do caso do ex-presidente da OAS Leo Pinheiro, a delação de Melo Filho já foi assinada, mesmo que ainda não tenha sido homologada. A do executivo da OAS era ainda apenas uma proposta de delação em negociação.

PERGUNTAR NÃO OFENDE: O Traíra vai dizer que era 'Decorativo' e o XUXU vai dizer que nunca foi 'Santo'?

Entra dia e sai dia e o editor continua botando na bud. do PT as mazelas do traíra?

Anônimo disse...

Quanto Padilha e Moreira valiam para Temer para que ele traísse Dilma?

FERNANDO BRITO · 12/12/2016 - O Tijolaço

Num post anterior recordei que Moreira Franco e Eliseu Padilha – o primeiro por ter sido demitido por Dilma e o segundo por ter uma indicação chave vetada pela Presidente – foram apresentados explicitamente por Michel Temer como a razão para seu rompimento com Dilma Rousseff.

Agora, um ano depois da “carta da traição” revela-se que os dois, mais Geddel Vieira Lima e o próprio então vice-presidente eram a “Gangue dos Quatro”, segundo o vice-presidente da Odebrecht, Claudio Melo Filho.

Já não digo os coxinhas e o pessoal do Mainardi não chamarem o grupo de “organização criminosa” como fazem aos petistas, mas o óbvio do jornalismo, que seria recordar que os vínculos de Michel temer com a dupla eram tão fortes que serviram de pretexto público para o rompiimento com Dilma.

Será que não tem um repórter para ir perguntar a Dilma porque despachou Moreira Franco, o Angorá, e barrou a nomeação de um diretor de confiança de Padilha, o Primo, na Anac?

Será que só este blogueiro aqui tem memória para lembrar dos termos da famosa carta do “verba volant” de temer?

Pois Temer colocou no papel que Padilha e Moreira eram seus homens no governo e isso vai ficar em branco?

Anônimo disse...

pois é editor, o temer, o quadrilha, o angorá, o babel, o boca mole, estão na politica desde que me conheço por gente, e olha que sou da década de 70, e voce acha que começaram a roubar no ano passado, ou é má fé sua, ou você é um completo idiota mesmo....e vem falar do PT....fale do seu PMDBosta....

Anônimo disse...

sim, o pt roubou e deu milhões ao PSDBosta.....menos editor coxinha

Anônimo disse...

Este partido, ou a cambada como diriam outros, já deveria ser extinto. Seria um grande favor para o Brasil.