Lula vira réu de novo em Curitiba. Moro abre quarta ação criminal contra o líder do PT.

 Desta vez o líder do PT é acusado de lavagem de dinheiro na ação em que, segundo os investigadores, ele foi supostamente beneficiado com um apartamento em São Bernardo do Campo e um terreno para a construção do Instituto Lula com dinheiro de propina da Odebrecht.

Também viraram réus nesta nova ação Marcelo Odebrecht, Antonio Palocci, a ex-primeira dama Marisa Letícia e o advogado Roberto Teixeira, além de mais quatro pessoas.

Lula virou réu pela 5ª vez, quatro por ações penais.

Em nota, defesa diz que ação da Lava Jato é "vingança" e que o crime de Lula, para o MP, foi ter sido presidente duas vezes e poder reincidir nesse crime.