Lula tinha ‘controle supremo’ da corrupção na Petrobras, diz MPF

Deltan Dallag'nol, em setembro, apresentando o chefe da quadrilha.

Em denúncia apresentada ao juiz federal Sergio Moro por propinas da Odebrecht, procuradores voltam a ressaltar posição de Lula dentro da Petrobrás.

A reportagem a seguir é de João Pedroso de Campos, site da revista Veja. Leia:

Na denúncia apresentada ontem ao juiz federal Sergio Moro contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e outros oito acusados, a força-tarefa da Operação Lava Jato voltou a ressaltar a posição de comando do petista no petrolão. Os procuradores do Ministério Público Federal afirmam que o ex-presidente tinha “controle supremo” do esquema de corrupção e “dominava toda a empreiteira criminosa, com plenos poderes para decidir sobre sua prática, interrupção e circunstâncias”.  Em setembro, na coletiva de imprensa em que detalharam a outra denúncia contra Lula, os procuradores haviam se referido a ele como “comandante máximo” e “grande general” do esquema de corrupção na Petrobras.


“É evidente o controle supremo desempenhado por Luiz Inácio Lula da Silva nos atos de corrupção que levaram às fraudes nos procedimentos licitatórios para a execução das obras”, afirma a força-tarefa da Lava Jato.

CLIQUE AQUI para ler toda a reportagem do site de Veja.