Innova diz que sem diferimento do ICMS teria levado investimentos de R$ 1,2 bilhão para outro Estado

O industrial gaúcho Lírio Parisotto, dono da Innova, que acabva de duplicar sua planta no Polo Petroquímico de Triunfo, resolveu botar a cara para bater e enfiou o dedo na moleira da vanguarda do atraso que acha que vai resolver o desequilíbrio fiscal gaúcho através do fim das desonerações fiscais:

- A Inoova recebeu diferimento (prazo longo para pagar) de 30% do ICMS que será gerado pela nova unidade e não pelo que existe. Será pelo que ainda não existe. 

Se não tivesse recebido o incentivo, a Inova poderia ter ido para outro Estado. Em caso semelhante, o Polo da Bahia concedeu benefício de 80% e não de 30%.

80% foi o que recebeu a concorrente da Innova, a Unigel. O controlador antigo da empresa, da Inova, a Petrobras, tinha 60% do incentivo no RS.

Avisa o industrial, que virou popular depois de ser acusado de espancar sua mulher, a modelo Luiza Brunet e também depois de ter comprado e vendido a RBS de SC:

- Essa postura é retrógrada.

Sem os incentivos, a Innova levaria seus programados investimentos de R$ 1,2 bilhão para outro Estado.

14 comentários:

Anônimo disse...

Mas não são estes os modernos que querem um estado pequeno?
(pequeno mas o suficiente para dar tudo o que eles querem)
Porque não zeram o ICMS dos produtos alimentícios, então!

Anônimo disse...

Políbio,

Não vamos esquecer a GRENDENE.

Mudou-se para o Ceará, pura e simplesmente. Quantos empregos foram perdidos no RS??

O funcionalismo público(3 Poderes) quer que os empresários e a população em geral continuem sustentando seus privilégios eternamente.

JulioK

Anônimo disse...

criou 15 empregos o filho da puta e depois espalha migalhas e moedas nos blogspot q pode comprar

Anônimo disse...


ISTO É MAIS UMA CHANTAGEM DO EMPRESARIADO CONTRA O POVO GAÚCHO INDEFESO, E QUE PAGA ICMS DE 30% ATÉ PRA COMPRAR SEU REMÉDIO.

CHANTAGEM PURA, COMO O JUDICIÁRIO ESTÁ FAZENDO COM OS DEPUTADOS ESTADUAIS NESSE MOMENTO, DE DIVIDIR O SACRIFÍCIO DE CONTENÇÕES COM O POVO GAÚCHO!!

DINHEIRO NÃO DÁ EM ÁRVORE, PORTANTO PARA ESSES BANDIDOS SE LOCUPLETAREM COM FORTUNAS, QUE GANHAM, TODOS OS GAÚCHOS SAEM PERDENDO!!!

ELEITORES EM 2018 NÃO DEVEM VOTAR EM NENHUM BANDIDO!

NENHUM!

Anônimo disse...

Dia 1/jan/2017 completa-se 18 anos do maior flagelo político, administrativo, econômico, social, cultural e humanitário que abateu-se sobre o RS: 18 anos da eleição de Olívio Dutra do PT no governo do Estado. Faço votos que a população gaúcha, depois destes ciclos perversos de "tentativa e erro", elegendo governos altamente incompetentes, caindo no canto de embusteiros e organizações criminosas, tenha atingido a maturidade eleitoral e possa conduzir o estado na direção do progresso. Chega de sermos reféns da vanguarda do atraso e defensores de benefícios obscenos e impraticáveis. Que o Rio Grande que trabalha e empreende assuma as rédeas desse estado falido e refunde uma sociedade fundamentada na meritocracia, eficiência e justiça.

Anônimo disse...

Isso é mais que óbvio.
O que quebra o estado são os salários de mais de 30 mil, as aposentadorias dos militares e profesdirad aos 45 anos.
O empresário busca vantagens, é do jogo.

Anônimo disse...

Pessoa acostumada a espancar mulheres.

Será que tem coragem de enfrentar um homem no braço.

Anônimo disse...

Ue, e porque não foi para a Bahia já que lá teria 80%?

Anônimo disse...

OU SEJA, PAGARÁ A INDENIZAÇÃO PARA EX-MULHER COM INCREMENTO PRODUTIVO.

Anônimo disse...

Para os burros de plantão (incluindo deputados como Enio Bacci):

Diferimento quer dizer que não pagará agora.....mas pagará depois o que não pagou agora.

Incentivo diferido não é igual a isenção.

E mesmo que fosse, é no minimo salutar isentar uma parte para que seja atrativo.

Perdemos milhares de empresas e empregos para o Nordeste só pelo fato dos coitadinhos nordestinos terem diversos incentivos (ICMS, SUDENE,...)

Anônimo disse...

Do que adianta essas indústrias irem para o Nordeste? Aquela região lamentavelmente continua desigual, violenta e pobre, a mão de obra é mais barata, mas culturalmente não compensa.

Anônimo disse...

Tu que acha. Morei lá e sei bem que na região que uma grande industria se instala muda tudo.

Anônimo disse...

Políbio por favor nos conte um caso de incentivo que funcionou corretamente.

Mas o conte de cabo a rabo, como se diz.

É difícil encontrar.

Anônimo disse...

Por que não acabam com os malditos incentivos fiscais. Está na hora do Congresso bajulador de empresário fazer isso. Acabam obrigando os estados a conceder incentivos pra quem não precisa. Não é do jogo não, caro comentarista. Há utilidade bem maior usar os incentivos fiscais pra quem efetivamente dará retorno para o Estado. Os incentivos, normalmente, só ajudam os empresários a ficarem mais ricos. Mas isso é do jogo né? Que piada.