Governo pede que PGR acelere conclusão da delação do grupo Odebrecht

A Advocacia Geral da Uniao, AGU, acaba de protocolar pedido na PGR para que dê celeridade aos acordos de delação premiada da Odebrecht, divulgue tudo, investigue quem tiver que investigar, denuncie quem tiver que denunciar e termine de uma vez a novela.

O governo não aguenta mais o vazamento a conta gotas contra gente de dentro e de fora.

O pedido da AGU é assinado por Grace Maria, mas também pelo próprio presidente da República.

A pressa do governo é justificada, porque a cada nova delação instala-se crise política e esta retira autoridade do presidente, que encontra cada dia maior dificuldade para governar.

Na prática, o pedido tem pouco efeito, porque Janot não tem como atropelar o que está sendo feito pela PF e por seus subordinados, como também não pode controlar o que ocorrerá depois que o caso for parar em juízo.

6 comentários:

Anônimo disse...

NO DESESPERO, TEMER CANCELA IDA A SP E DEVE ENTREGAR OS ANÉIS E OS DEDOS AO PSDB:

Ueslei Marcelino/Reuters
Sob o impacto da delação da Odebrecht, que atinge ministros e ele próprio, Michel Temer cancelou presença em um evento empresarial na capital paulista e se reuniu logo cedo com tucanos no Palácio do Jaburu; estavam presentes no encontro o senador Aécio Neves (MG), presidente do PSDB, e o senador Aloysio Nunes (SP), líder do governo na Casa; Temer já havia se reunido com aliados na noite deste domingo, quando foi divulgada pesquisa Datafolha que mostrou sua baixa aprovação.

12 DE DEZEMBRO DE 2016

247 - Sob o impacto da delação de executivos da Odebrecht, que atingiu ministros e o próprio Michel Temer neste fim de semana, o presidente cancelou presença em um evento empresarial na capital paulista, que estava marcado para 13h, e se reuniu logo cedo com tucanos.

O encontro, no Palácio do Jaburu, contou com a presença do senador Aécio Neves (MG), presidente do PSDB, e do senador Aloysio Nunes (SP), líder do governo na Casa. Temer já havia se reunido com aliados na noite deste domingo, quando foi divulgada pesquisa Datafolha que mostrou sua baixa aprovação.

Os tucanos pressionam Temer para nomear o deputado Antonio Imbassahy (PSDB-BA) ministro da Secretaria de Governo, no lugar de Geddel Vieira Lima. A indicação do tucano provocou reação do 'Centrão', bloco formado por mais de 200 parlamentares, que chegou a ameaçar barrar a votação da reforma da Previdência caso ele seja nomeado.

Temer não cancelou, porém, evento marcado para as 20h na sede do governo do Estado de São Paulo, onde receberá o prêmio "Líder do Brasil 2016", entregue pelo grupo LIDE, do prefeito eleito de São Paulo, João Doria...

O TRAIRA continua fazendo o que sempre fez, negociatas, agora com os inimputáveis tucanos tentando comparar a sua capa de invisibilidade na justiça.

Anônimo disse...

“TEMER JÁ COGITA A RENÚNCIA PARA NÃO SAIR DA PRESIDÊNCIA ESCORRAÇADO”:

Quem diz é o jornalista Renato Rovai, editor do revista Fórum; "Não é a delação da Odebrecht que mais preocupa Temer. Mas a forma como a Globo está se aproveitando disso para rifá-lo. O presidente já estaria avaliando mandar o seguinte recado à emissora. De que não servirá de bucha de canhão para que o Congresso eleja alguém ao gosto da família Marinho no ano que vem."

12 DE DEZEMBRO DE 2016

Por Renato Rovai, na revista Fórum.....

Temer já estaria considerando a possibilidade de renunciar antes do dia 31/12 para não sair escorraçado do governo, é o que teria dito um de seus aliados a um deputado de oposição.

O que o faz tentar se agarrar ao cargo de qualquer forma é a manutenção do foro privilegiado. Não só dele, mas de muitos de seus atuais ministros.

Eles sabem que abrir mão disso agora pode levá-los a ter de forma rápida o futuro de Sérgio Cabral.

Mas o atual presidente já teria, segundo esta fonte, sentido o cheiro do golpe dentro do golpe que estaria sendo articulado pelas Organizações Globo.

O Fantástico desta noite foi mais um exemplo de como a emissora já abandonou o governo. Além de fazer um resumo da delação da Odebrecht vazada durante a semana, o semanário global também deu com destaque o resultado do Datafolha, onde a avaliação do presidente despencou para apenas 10% de ótimo e bom. E o índice de ruim e péssimo passou a ser de 51%.




Mais do que dar esses números, o apresentador fez questão de destacar que a pesquisa foi realizada antes do vazamento da delação da Odebrecht. Ou seja, deixando claro que os números atuais podem ser ainda piores.

Um dos fatores que teria levado Temer a ir jantar com Rodrigo Maia, presidente da Câmara, e alguns líderes partidários hoje à noite teria sido exatamente este, avaliar o estrago do cavalo de pau no noticiário global.

Ele queria saber quais os riscos de partidos aliados abandonarem o governo por conta disso.

Não é a delação da Odebrecht que mais preocupa Temer. Mas a forma como a Globo está se aproveitando disso para rifá-lo.

O presidente já estaria avaliando mandar o seguinte recado à emissora. De que não servirá de bucha de canhão para que o Congresso eleja alguém ao gosto da família Marinho no ano que vem.

Os próximos dias prometem muitas emoções.

PS: O Fantástico em sua seleção citou os políticos do PMDB, dois do PT, e omitiu que o Mineirinho (apelido de Aécio Neves (PSDB), na lista da Odebrecht) é apontado como destinatário de R$ 15 milhões entre 7 de outubro e 23 de dezembro de 2014. E ainda que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), – o Santo – teria recebido na campanha de 2010 R$ 2 milhões por meio de seu cunhado Adhemar Ribeiro, irmão da primeira-dama Lu Alckmin, segundo delações de executivos da empresa. Certamente isso não foi à toa.

Anônimo disse...

Impichi no Janotão bos.ta da Silva.,.. todo vazamento parcial sai de seu gabinete...jogando gasolina no incendio e jogando os brasileiros pobres no desemprego.. vagabundo...

Anônimo disse...

BOA, ESTA PGR COM JANOT NAO ANDA, SEM FALAR Q ELE PROTEGE OS CHEFOES DILMETRALHA E LULADRAO, ASSIM COMO O STF BOLIVARIANO QUE DEIXOU O RENAN ALIADO DO PT 9 ANOS ENGAVETADO

Anônimo disse...

O Juiz Moro perdeu o que de mais caro existe num magistrado: a imparcialidade. Seu destino, tudo leva a crer, será o do ex-ministro Joaquim Barbosa, antes o "herói", o "salvador", agora um desterrado da fama mendigando atenção através de postagens nas redes sociais.

A luta de Sérgio Moro é contra Lula, hoje a única figura pública que lhe faz sombra. O que faz dele um alvo a ser destruído para que o Juiz antes provinciano brilhe sozinho. Lula processado e pelo menos um dia na cadeia lhe assegurará a presidência da República e um lugar na história. Quanto valerá um sonho desses?

Se já conta com a aprovação(adoração) de alguns russos que vestem verde-amarelo, em contrapartida terá que combinar com os demais.

Anônimo disse...


O sem pescoço quer celeridade, mas quando meteu a mão no bolso do povo não teve pressa, pois quanto mais tempo leva, mais dinheiro podem levar.

Ficaria mais ético o camarada aí, sair fora antes que seja expurgado, pois em nada difere daqueles que lá estavam. Já que os batedores de carteiras, foram substituídos por sofisticados estelionatários.