"Falta de tempo" determinou veto a discurso de Marchezan Júnior

O prefeito eleito de Porto Alegre, Machezan Júnior, não engoliu a explicação da presidente do TRE, Liselena Robles, que alegou falta de tempo para vetar o discurso do tucano na solenidade de diplomação dos novos prefeitos do RS.

Há controvérsia.

7 comentários:

Anônimo disse...

Um petralha jamais vai dar oportunidade a adversario...lembrem k pra eles adeversario e inimigo.

Anônimo disse...

Sinto cheiro de feijão queimado.

Anônimo disse...

Mera retaliação.

Agora no cargo de prefeito o Marchezan será vidraça.

E não faltarão estilingues (Judiciário, MP e TCE).

Tenho dito, o MP e TCE são seletivos.

Quem viver verá.

Anônimo disse...

OS ESQUERDISTAS CONTINUAM CONTRA O INTERESSE DO POVO, QUE QUER OUVIR O QUE TEM A DIZER O PREFEITO ELEITO. COMO NUNCA ANTES NESTA PORTO ALEGRE, UM DISCURSO FOI VETADO SEM TER SIDO LIDO PELO JUIZ. UMA VERGONHA A ATITUDE DA JUÍZA LISELENA ROBLES. AINDA DÁ TEMPO PARA A LEITURA.

Anônimo disse...

Onde já se viu isso?!

É só conversar com quem conhece ou convice com a tal presidente do tre e descobrir seu viés ideológico, mas isso já parece bastante óbvio.

Anônimo disse...

A primeira vingança dos marajás e abusadores. Serão dezenas de ataque do MP e judiciário durante toda administração.

AntiPT disse...

Havia uma pedra no meio do caminho. Veio o trator e a removeu, simples assim.