Estes deputados aliaram-se ao PT e derrotaram o governo no caso da PEC do Duodécimo

Estes são os deputados gaúchos que votaram "não" na mudança do duodécimo e, em última análise, para manter os altos gastos do Poder Judiciário, da Assembleia, do MP, do TCE e Defensoria Pública no Rio Grande do Sul. Quem faltou, ajudou o PT a derrotar o governo.

PT:
Adão Villaverde (PT) - Não
Altemir Tortelli (PT) - Não
Edegar Pretto (PT) - Não
Jeferson Fernandes (PT) - Não
Luiz Fernando Mainardi (PT) - Não
Miriam Marroni (PT) - Não
Nelsinho Metalúrgico (PT) - Não
Stela Farias (PT) - Não
Tarcisio Zimmermann (PT) - Não
Valdeci Oliveira (PT) - Não
Zé Nunes (PT) - Não

PDT:
Ciro Simoni (PDT) - Faltou
Eduardo Loureiro (PDT) - Não
Enio Bacci (PDT) - Não
Juliana Brizola (PDT) - Não
Marlon Santos (PDT) - Não
PTB:
Aloísio Classmann (PTB) - Faltou
Luis Augusto Lara (PTB) - Faltou
Ronaldo Santini (PTB) - Faltou
PCdoB:
Juliano Roso (PCdoB) - Não
Manuela d`Ávila (PCdoB) - Não
PSOL:
Pedro Ruas (PSOL) - Não
REDE:
Regina Becker Fortunati (REDE) - Não
PRB:
Sérgio Peres (PRB) - Faltou
PPL:
Bombeiro Bianchini (PPL) - Faltou
PSDB:
Jorge Pozzobom (PSDB) - Faltou