Itaipava pagou meio milhão para Lula fazer propaganda da marca

Lula falou: 'Não bebo muita cerveja, mas quando bebo é Itaipava'. Isto foi ideal para dar força na chegada da marca na Bahia.

Em e-mail intitulado, "Discurso do presidente", o dono da Itaipava repassou informações para Okamoto, auxiliar de Lula, sobre o tema a ser abordado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em palestra que ele faria na inauguração de uma fábrica de cervejas do grupo, em Alagoinhas, na Bahia, no dia 22 do ano passado.

A correspondência eletrônica foi apreendida pela Operação Lava-Jato e registra "frases de propaganda a serem faladas" por Lula, no evento, a pedido do contratante da palestra, segundo interpreta a Polícia Federal, no laudo Nº 1.233/2016.

A presença de Lula na inauguração da fábrica foi paga como palestra para a LILS Palestras e Eventos, empresa que o ex-presidente abriu em 2011, após deixar o governo. Valor da palestra: R$ 449 mil.

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal, em Curitiba, investigam se as palestras feitas por Lula ocultaram propinas de empresas que eram beneficiadas por ele, em negócios com o governo, especialmente na Petrobras. Entre 2011 e 2016, a LILS recebeu R$ 28 milhões, revelou quebra de sigilo da empresa. Quase metade disso, pago por empreiteiras acusadas de corrupção - quatro delas com delação premiada, Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa, UTC e Odebrecht.

20 comentários:

Anônimo disse...

500 mil p o bebado analfabeto é,.... o amigao dele é dono da cervejaria petropolis da cerveja itaipava, que bandalheira este 9 os demoniaco sempre metido em bandalheiras, safado sem vergonha

Anônimo disse...

é um escracho uma "palestra" onde o palestrante traga bebeida alcoolica como modelo a ser seguido na frente do publico...

só podia ter sido protagonizado por quem foi, aquele senhor que parece nao ter limites para nada...

Anônimo disse...

Além de um baita pinguço é um vendilhão corruPTo! Esse pústula nunca prestou!

Anônimo disse...

UMA BOSTA DE CERVEJA, PURA AGUA COM GÁS.
jOEL

Anônimo disse...

Políbio,

Sempre ouvi dizer que o Brahma sempre adorou um Blue Label e sempre ficou fingiu gostar de cachaça, mas olha no final dessa matéria da Isto É.

Numa das mensagens anexadas ao laudo da PF, os organizadores do evento combinam que o deslocamento de Lula até a Bahia seria feito em um jato que pertence a Odebrecht e acertam que Emílio Odebrecht e seu filho, Marcelo Odebrecht, estaria também no voo. A empreiteira foi responsável pela construção da fábrica da cervejaria na Bahia.

Em outro e-mail, Paulo Cangussu, funcionário do Instituto Lula, confirma para o executivo do Grupo Petrópolis que recebeu “uma confirmação” que poderiam ser colocados no voo “os Odebrechts” e indica a lista de alimentos e bebidas que deveriam ser disponibilizados na “sala VIP” de espera em que o petista ficaria. “Whisky Blue Label de preferência, ou Black Label” integra a lista de pedidos.

Marcos Cavalcante

Anônimo disse...

Por mim podem fechar nunca vou beber essa cerveja...nao vou trocar nossa polar pir essa ceva petralha

Anônimo disse...

O CAFAJESTE BILIONARIO DA ORCRIM GOSTA MESMO É DE CANA, LÁ EM CURITIBA!

Anônimo disse...

E daí? A marquezine ganha 500 mil.por.post... qual.o crime editor

Anônimo disse...

Ladrão, cachaceiro, corrupto........!!!!!!!!!

Alberto disse...

Cadeia urgente!

Anônimo disse...

George Marques: por que Aécio depôs sem plantão da Globo?

28/12/2016 - Brasil 247

"Sem alarde e espetacularização da imprensa, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) depôs na sede da Polícia Federal no inquérito que investiga maquiagem de dados da CPI dos Correios, de 2005", diz o jornalista George Marques; "É de se estranhar, no entanto, que o depoimento de Aécio não teve plantão na Globo, cobertura de meia em meia hora ou sequer algum helicóptero sobrevoando o local"...

Anônimo disse...

Mineirinho da Odebrecht depõe na PF e a imprensa abafa, por Helena Sthephanowitz:

28/12/2016 - Luis Nassif

Por Helena Sthephanowitz

Na RBA

Aécio Neves, o Mineirinho da Odebrecht, depõe na PF e a imprensa abafa

A imprensa não estava na porta da Polícia Federal para transmitir ao vivo. Helicópteros não cobriram o trajeto do carro que levava o depoente. Não havia um batalhão de fotógrafos na entrada e na saída do suspeito. Não teve imagens do oficial de Justiça entregando a intimação e nem condução coercitiva com bonitão da PF escoltando.

No mais absoluto sigilo, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) compareceu à sede da Polícia Federal em Brasília na quinta-feira passada para prestar depoimento no inquérito que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF), em que o tucano é acusado pelo ex-senador Delcídio do Amaral de atrasar o envio de dados do Banco Rural à CPI para poder “apagar dados bancários comprometedores” e evitar que a apuração sobre fraudes na instituição levasse a nomes de outros políticos do PSDB. O inquérito está nas mãos do ministro Gilmar Mendes no STF. O conteúdo do depoimento, contrariando o que passou a ser prática na nossa grande imprensa, também não vazou...

Anônimo disse...

Jorge Pontual é o assessor de comunicação secreto do governo Temer:

28 Dec 2016/Kiko Nogueira - DCM

Gênio: Pontual já pôs máscara de cocô para dar uma notícia sobre matérias em beijos.

Finalmente foi descoberta a identidade de quem está por trás da comunicação do governo Temer: o jornalista Jorge Pontual, da GloboNews.

Pontual é o cérebro, o deus ex machina da fenomenal operação de relações públicas de Michel. Faz todo o sentido. Você achou que era incompetência caótica, mas é tudo de caso pensado.

Temer já largou bem. Na primeira entrevista como efetivo, desdenhou das manifestações contra seu governo, reduzindo-as a “40 pessoas que quebram carro”.

Já se referiu a si próprio como “golpista sim, com muito orgulho”. Teve ministros, como Geddel Vieira Lima, que xingaram mães nas redes sociais, enquanto outros, como Alexandre de Moraes, prometiam novidades na Lava Jato um dia antes de uma operação da PF.

Mentiu sobre jantares em cúpulas internacionais, fugiu de velórios, mandou armar bivaques em aeroportos para receber familiares de vítimas da tragédia da Chapecoense, pediu sorvete Häagen-Dazs superfaturado no avião, recuou depois da repercussão da notícia — um colosso. Vou parar por aqui porque senão ficaremos dois dias listando as ocorrências.

Enfim, o homem é um fenômeno, um Didi Mocó turbinado.

A descoberta de que Pontual é o comandante desse marketing ao contrário surpreendeu muitos analistas, mas a impressão geral é de alívio, de que agora está explicado.

Pontual é o gênio que imitou Chewbacca em seu comentário sobre a morte da atriz Carrie Fischer, a princesa Leia de “Star Wars”.

A piada causou revolta entre os fãs da saga. As pessoas normais simplesmente não riram. A reação de seus colegas de programa foi de constrangimento e uma tentativa de achar graça para não deixar o amigo numa situação tão ruim.

Bastante atuante no Twitter, Pontual começou distribuindo caneladas nos críticos e alegando que era uma homenagem ao humor de Carrie. Bloqueou geral.

Horas depois, provavelmente depois de uma conversa com instâncias superiores, mudou a conversa.

“Peço desculpas a quem se ofendeu por meu comentário de ontem sobre Carrie Fisher. Não foi minha intenção ofender nem desrespeitá-la. Lamento”, escreveu.

O jornalista Maurício Stycer lembrou em sua coluna no Uol de outras sacadas maravilhosas de JP. No Carnaval de 2015, se fantasiou de cocô para dar a notícia de que um beijo pode transmitir milhões de bactérias.

Vestiu-se de lenhador para falar do estilo “lumbersexual”. Colocou óculos escuros e dançou numa matéria sobre Psy, o autor de “Gangnam Style”.

Compensa a vocação para o humorismo com uma certa falta de inteligência. Em abril, escreveu o seguinte: “Impeachment: processo político. Não é necessário preciso provar que um crime foi cometido. Basta que o governante tenha perdido o apoio do Parlamento.”

Alertado de que a Constituição brasileira é presidencialista, saiu num pega pra capar inútil em busca de uma saída do ridículo em que ele mesmo se pôs.

É um mestre. Ele e a gestão Temer foram feitos um para o outro. Teremos um grande 2017 pela frente. Que a Força esteja com você.

Anônimo disse...

O ridículo caso de Lula e a cerveja: “merchandising” é crime?


28 Dec 2016 - DCM
lula

Publicado no Tijolaço.

POR FERNANDO BRITO

Capítulo fim de ano da série “explorem tudo contra o Lula”, a matéria do Estadão é um primor.

Depois de, durante meses, os rapazes da Lava Jato tentarem provar que as palestras pagas de Lula para dezenas de empresas era simples “lavagem” de recursos escusos e das provas cabais de que as palestras foram realizadas, pagas e regularmente contabilizadas, agora o Estadão quer mostrar que Lula mentiu.

Peraí, mentiu como?

Ah, é que o dono da Cervejaria Itaipava, ao contratar a palestra queria que o ex-presidente dissesse: ‘A cerveja Itaipava por ser 100% brasileira, é sua cerveja preferida’ e “‘Não bebo muita cerveja, mais quando bebo é Itaipava’.

E ele não bebe Itaipava!

Perjúrio, falso testemunho, obstrução à cevada, ocultação de malte, desvio de lúpulo!

Mas tem de ser apurado doa em quem doer, e soube que foram encontradas embalagens dos frios Ceratti na lixeira de Fátima Bernardes, enquanto ela anunciava os produtos da Seara. Num dos filmes, inclusive, ela fazia referência a William Bonner, que não tinha contrato, dizendo que a linguiça da marca era boa “até preparada por um churrasqueiro bem mais ou menos, como o meu marido“. Hummm…

Já se perderam todos os limites do ridículo.

Mas já que é assim, seria interessante que se apurasse se a Haagen Dazs deu alguma vantagem indevida a Michel Temer.

Porque, em matéria de “merchan” é o case do ano!

Anônimo disse...

O LADRÃO MOR FEZ ATÉ COMERCIAL.DE TORNEIRO MECÂNICO PASSOU PARA MILIONÁRIO,TUDO POR CAUSA DA PRESIDÊNCIA.QUE BELO CARGO ESTE DO BRASIL.SENTOU NA CADEIRA E ABREM AS PORTEIRAS DA ROUBALHEIRA,TRÁFICO DE INFLUÊNCIA E TODA A BARBÁRIE...SÓ AQUI MESMO NESTE PAÍS.E TUDO CULPA DO ZÉ POVO,QUE SE ACOSTOMOU A COMER M....

Anônimo disse...

O Brahma aconselhando a beber Itaipava!
Este cachaceiro tem é que levar mais um processo no lombo da Brahma por traição com a marca e prejuízos de imagem.

Breno Soibelman disse...

Afinal, qual é a especialidade dele, cerveja ou cachaça?

JORGE LOEFFLER .'. disse...

Vocês são uns débeis mentais. Ele é apenas um ex-Presidente e como tal tem a liberdade de fazer palestras quando e onde quiser, se convidado. Pode fazê-las gratuitamente ou cobrando.
Ciúme quando acomete homens necessário procurar um psiquiatra, pois psiquiatria é CIÊNCIA e como tal pode curá-los. Mulheres também fazem enorme bem à saúde.
Hahaha...

Anônimo disse...

Cadeia para o pilantra, corruPTo e cachaceiro! Boicote a cerveja Itaipava!

Luiz Inácio disse...

Ser um perfeito idiota e ainda acreditar nos bandidos do PT, além de defendê-los, é a mais pura senilidade e sinal de quão caquético um idiota pode tornar-se com a idade.
Isto também é ciência.
O que a petralhada e seus admiradores fazem é indecência.