Conselho de Ética analisa processos contra Jean Wyllys

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar reúne-se hoje para apresentação, discussão e votação de pareceres sobre os processos contra os deputados Jean Wyllys (Psol-RJ).

Wyllys é acusado de ferir o decoro parlamentar ao cuspir na direção do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ). O episódio ocorreu em 17 de abril, no Plenário da Câmara, durante a votação da admissibilidade do impeachment da ex-presidente Dilma. 

A representação foi apresentada pela Mesa Diretora da Câmara. O relator do processo é o deputado Ricardo Izar (PP-SP).

Jean Wyllis não está presente no plenário. O advogado, Cezar Brito, fez a defesa, lembrando ao final de sua fala Sobral Pinto, que invocou a lei de proteção aos animais para defender Prestes, pedindo que julgadores não levem suas opiniões pessoais sobre o deputado e o absolvam.

"Odeio o comunismo, mas amo os comunistas", teria dito Sobral.