terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Cesta básica de Porto Alegre é a mais cara do Brasil

Pelo terceiro mês consecutivo, a cesta básica de Porto Alegre é a mais cara do País passando de R$ 478,07 em outubro de 2016 para os atuais R$ 469,04 em novembro.

Na avaliação mensal, dos 13 produtos que compõem o conjunto de gêneros alimentícios, cinco caíram de preço: o tomate (-17,46%), o leite (-10,81%), a farinha de trigo (-1,75%), a carne (-0,31%) e a batata (-0,27%). Em sentido inverso, os “vilões” da cesta de alimento foram o açúcar (3,64%), a banana (3,15%), o feijão (2,66%), o óleo de soja (2,04%), o pão (0,72%), a manteiga (0,24%) e o café (0,20%).

A cesta mais cara foi a de Porto Alegre (R$ 469,04), seguida de Florianópolis (R$ 466,25) e São Paulo (R$ 450,39). Os menores valores médios foram observados em Recife (R$ 353,08) e Natal (R$ 354,59).

2 comentários:

godofredo disse...

PARABÉNS ZAFFARI, CONTINUAM SINALIZANDO OS PREÇOS EM PORTO ALEGRE.

E O POVO QUE SE LIXE, MAS LEMBRAM DA IMCOSUL, RADIOLANDIA,ARNO...UM DIA CHEGA A CONTA.

AS FEIRAS ORGANICAS VENDEM MAIS BARATO QUE O ZAFFARI.

Unknown disse...

Com certeza... o peso da quantidade de carne que comemos habitualmente é maior que em outras capitais!!!
Tem que ir fundo na metodologia para explicar...