sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Câmara de Porto Alegre rejeita projeto das doulas

A Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS) comemorou a rejeição ao projeto de lei nº 232/14, que previa a presença de doulas em partos de hospitais públicos e privados de Porto Alegre (RS).

O Projeto de Lei da comunista Jussara Cony beneficiaria sua própria filha, que é doula. Ele permitia a presença de doulas nos partos da cidade de Porto Alegre (RS).

9 comentários:

Gustavo disse...

a filha da comuna é doula e não é bo"u"ba..

Anônimo disse...

A PREFEITURA DE SÃO PAULO SANCIONOU A PRESENÇA DE DOULAS NOS PARTOS.

A ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE RECONHECE A IMPORTÃNCIA DAS DOULAS PARA AS PARTURIENTES.

MAS, NA PROVÍNCIA DE SÃO PEDRO É DIFERENTE O EMTENDIMENTO.

( AS PRINCIPAIS INTERESSADAS SÃO AS MULHERES PARTURIENTES, PERGUNTEM A ELAS O QUE ACHAM...)

Anônimo disse...

Bah, com esta notícia nem vou conseguir dormir esta noite,zzzzzzzz....

Anônimo disse...

quem quer ser isso ai, doula, ne?, que faça o trabalho na casa da gravida, que devera arcar, junto com a doula, com todas as responsabilidades pelo parto...

obrigar que hospital privado tivesse uma era realmente um delirio comunista, gente que nao constroi nada e ainda quer se meter a gerir o negocio dos outros...

Unknown disse...

Estes parlamentares não tem mais nada para inventar!!!
Inúteis!!!

Anônimo disse...

IMAGINA A COMUNISTA JUSSARA CONE BOCA GRANDE BIGODUDA ENTRANDO NA SALA DE PARTO COM A CAMISETA VERMELHA E ESTRELA NO PEITO!

Anônimo disse...

O que seria uma doula? Vou pesquisar.

Anônimo disse...

ESTA COMUNA NEM TEM CARGO NAO FOI ELEITA E CONTINUA DANDO PITACO, EU SOU MAE DE 4 FILHOS O QUE QUEREMOS NAO É DOULA E SIM HOSPITAIS, MEDICOS, ENFERMEIROS, PEDIATRAS, AMOR E CARINHO, DOULA É A CARA IMUNDA DELA- SÉ DE FALAR NESTA GENTE ME DÁ VONTADE DE VOMITAR, ORA ORA- DOULAS- VAO TRABALHAR SEUS IMBECIS ESTA COMUNA ME ENOJA

Anônimo disse...

esta comuna arcaica, jurassica, pre historica foi varrida e esta meia duzia de gentalha nao se elege mais nem pra sindicos, fora pt, rede e psol