quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Artigo, Ricardo Noblat, O Globo - 2016, mais um ano que não termina

A ilustração ao lado é do ano que só terminaria no caso da prisão de Renan.

2016, mais um ano que não termina
1968, como escreveu Zuenir Ventura, pode ter sido o primeiro ano que não terminou. Certamente, 2016 será o segundo. Não só aqui, a depender de Donald Trump, no planeta

Como os séculos, também os anos não começam ou acabam nas datas previstas pelo calendário gregoriano, promulgado em 1582 pelo Papa Gregório XIII e depois adotado em todo o mundo.

O século XX começou de fato em 1914 com a 1ª. Guerra Mundial. Acabou com a dissolução da então União Soviética em 1991 e a falência do comunismo.

Este século começou em 11 de setembro de 2001 com a série de atentados aos Estados Unidos que mataram quase três mil pessoas e deflagraram a guerra mundial contra o terror.

Por aqui, 2016 foi antecipado em quase um mês quando o deputado Eduardo Cunha, presidente da Câmara, acolheu em 2 de dezembro passado o pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

A ser assim, 2017 não começará tão cedo.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

4 comentários:

Anônimo disse...

2016, mais um ano que não termina. (copiei)

Ao contrário da frase acima, 2016, é o ano termina sim. E termina com a desmoralização da câmara dos deputados, senado, executivo, e a podridão do STF.

Já está chegando a minha hora de sair da vida, pela saúde abalada, Acompanhei de casa todo desenrolar dos acontecimentos. Nada pude fazer. Agora está chegando tudo que é tipo impostos para pagar como todos os anos eles vem em forma de carnê, fora o que já é embutido nas mercadorias necessárias.

Uma classe política que nos ROUBAS DESCARADAMENTE e um STF politico que rasgou a CF quando manteve os direitos políticos da Dilma.

Servimos a uma CASTA PRIVILEGIADA, SOMOS ESCRAVOS.

Nunca me incomodei com os MILITARES nem eles me incomodaram, foi uma época de crescimento do país, hoje somos ROUBADOS, e os ladrões são protegidos, porque foram eles que deram o cargo no STF.

Não sou militar, mas quem me dera fossem derrubaria estas quadrilhas.

Adeus, Brasil, covil de salafrários.

sempre mais disse...

Pelo menos algo ficou provado ontem: se Lula for preso, o STF solta!! NÃO TEMOS CHANCE ALGUMA! O país pertence aos bandidos.

Anônimo disse...

Ano pesado demais, cheio de acontecimentos inesperados e muito sinistro (o único acontecimento marcante foi a queda da Jaguatirica do Serrado). Que acabe logo

Anônimo disse...

2016. MAIS UMA ANO DA REPÚBLICA VELHA!

Ainda não entramos no Século XXI!

Ainda somos uma terra de Coronéis, lideranças locais, povo inculto, massa ignara.

Alienados, explorados, emburrecidos, espoliados.

O Congresso é das famílias ricas, herdeiras da República Velha.

No passado era a UDN, depois virou ARENA, depois PDS e PFL.

E agora PP, PSDB, DEM...

Base política, a terra, o latifúndio.

Já tivemos o ciclo do ouro, da cana de açúcar do café.

Continuamos a exportar produtos primários, sem valor agregado. Hoje é soja e minério.

Temos meia dúzia de bancos que mandam no país.

Temos as empreiteiras.

Temos as estatais.

Tudo pertence a uma elite, a uma casta.

E quem pode entrar na alta magistratura do país?

Quem poder ser diplomata?

Clamam pela volta dos militares, para mudar as coisas e manter tudo como está!

Ainda estamos na República Velha!