A pedido de Dilma, Odebrecht pagou R$ 4 milhões de propinas para Gleisi Hoffmann

Em depoimento, Marcelo Odebrecht disse que fornecerá a Lava Jato detalhes de como repassou a quantia milionária para saldar dívidas de campanha de Gleisi Hoffmann em 2014. O recurso, transferido a mando da ex-presidente, não foi declarado e saiu do setor de propinas da empresa

A reportagem de Istoé, publicada hoje, assinada por Débora Bergamasco, é exclusiva.

Leia tudo:


Na última semana, Marcelo Odebrecht deu início aos tão aguardados depoimentos à Procuradoria-Geral da República. Acompanhados dos advogados do empresário, homem-chave da chamada mãe de todas as delações, três procuradores tomaram as confissões detalhadas do empreiteiro na sede da Superintendência da Polícia Federal de Curitiba, onde ele está preso há um ano e seis meses. Lá, Marcelo começou a esmiuçar as histórias que se comprometeu a contar nos anexos assinados com a PGR, na sexta-feira 2. Dentre elas, a denúncia, antecipada por ISTOÉ com exclusividade em 11 de novembro com base nos preâmbulos da delação de Marcelo, de que o ex-presidente Lula recebeu propina da Odebrecht em dinheiro vivo. Nos próximos dias, em mais uma de suas inúmeras revelações bombásticas, muitas delas capazes de colocar a República de ponta cabeça, o empresário irá envolver a ex-ministra da Casa Civil, senadora Gleisi Hoffmann (PT), numa trama nada republicana. Nas preliminares do depoimento, Marcelo Odebrecht já informou aos procuradores que detalhará como repassou a Gleisi mais de R$ 4 milhões não declarados para saldar dívidas de sua campanha ao governo do Paraná em 2014.

CLIQUE AQUI para ler mais.

13 comentários:

Anônimo disse...

Aí fica fácil entender a "dedicação" ao defender a senhora Dilma durante o impedimento...

Anônimo disse...

Meu Deus... a safadeza não tem fim... É demais... é demais... e ainda tem gente que defende esses bandidos petistas... que país é esse, meu Deus...?

Anônimo disse...

Mas então Dilma não tem de ir para a cadeia também?

Unknown disse...

Não acredito!!! A Narizinho da bancada da Chupeta do senado é sapeca mesmo!!!

sempre mais disse...

De tudo que estou lendo sobre as delações fica claro que o Congresso precisa ser extinto. São ladrões. O Supremo está aparelhaado, nem sabe o que significa justiça, se bobear o nome de alguns desses velhacos tbm vai aparecer nas delações. O povo trabalha para dar boa vida a políticos e ajudar os vagabundos da bolsa família. Nada resta ao verdadeiro contribuinte que só paga. O congresso não atende aos interesses do contrbuinte, então não precisa existir!

Anônimo disse...

A NARIGUDA PLASTIFICCADA GLEISE BOSTAMAN ADORA LUXO ELA E O MARIDAO PETRALHA QUE DEVERIA ESTAR NA JAULA MAS É BLINDADO PELO STF O CANALHA PAULO BERNARDO LADRAO DE IDODOS, ESET CASAL D LIXOS ELA É RÉ E NAO TEM MORAL P ESTAR ESTREBUCHANDO NO SENADO É UMA AFRONTA

Alberto disse...

Vão fugir p/ Cuba, bando de safados!

Anônimo disse...

Agora entendemos porque a bancada da chupeta e a Narizinho defendia de unhas e dentes a ex mandatária. Tudo farinha do mesmo saco. Cadeia para ORCRIM.

Anônimo disse...

POR ISSO AQUELE ENTUSIASMO TODO,VEEMENCIA,

VI QUE ESTAVAM TENTANDO SALVAR O COURO

AGORA VÃO TER DE AGIR, ELAS VÃO CONTINUAR ? NÃO PODE!!!!

Anônimo disse...


E aí Narizinho?? Quer dizer que de 1 milhão passou rapidamente para 4 milhões!!! Como é que fica? Vai continuar mantendo aquele seu ar de superioridade com que faz suas falas no senado (hoje menor ainda, pois comandado por um réu) ou vai começar a sentir a água batendo ali pelo pescoço? O que os brasileiros ((os decentes, o que exclui seus amigos petralhas)) desejam é vê-la atrás das grades!! E junto com sua protetora!!

Anônimo disse...

Mas prova que é bom, tipo o checão de 1 milhão ao Temer, nada? Ou de contas compravadas na suiça, como o Cunha? nada?

Rocco disse...

O STF já está com o processo dela e do marido ladrão de velhinhos... Estão esperando caducar o processo, sentados em cima ????

Anônimo disse...

O crime de lavagem e ocultação é difícil de comprovação. A materialidade e a autoria às vezes exige mais trabalho. Se não, seria facílimo prender. E não haveria ocultação.