A força do ajuste de Sartori está nestas 10 propostas que irão a voto em janeiro

O governo Sartori desistiu de pedir a convocação extraordinária para a semana que vem em função de algumas razões especiais, mas as duas principais são as seguintes:

1) Pelo menos quatro deputados da base ignoraram as aflições do governo e resolveram folgar durante as festas de final de ano.
2) Precisa de tempo para recompor sua base aliada, desfalcada por provas reiteradas de deslealdade por parte do seu "aliado" PDT, que só entregou 5 dos 7 votos a que tinha direito. Na virada do ano, Edu Oliveira assumirá a vaga de Mário Jardel e somará mais um voto para o governo, mas durante o tempo restante até as sessões extraordinárias, o governo trabalhará para ampliar a consolidar a aliança com o independente PTB.

A proposta mais polêmica será a da privatização das estatais:

PEC 259 2016, do Poder Executivo, promovendo alterações na Constituição Estadual, com o objetivo de retirar a necessidade de consulta plebiscitária para os casos de alienação, transferência do controle acionário, cisão, incorporação, fusão ou extinção da CEEE,        da CRM e da Sulgás.

CLIQUE AQUI para examinar as propostas polêmicas que serão votadas nas extraordinárias de janeiro.

9 comentários:

Anônimo disse...

Kkkkkkkk, gostei DAS RAZÕES ESPECIAIS. Polibio : vá contar clientes na renner. Depois não entende porque qualquer alfabetizado pode ser jornalista.

Anônimo disse...

Não passa, este gringo sem projeto não engana mais ninguém.

Anônimo disse...

Os escritórios de Advocacia estão vibrando com o dinheiro que ganharão do Governo em causas trabalhistas devido as extinções de Fundações e demissões ilegais. Triii legal.

Anônimo disse...


Quanto cairá no bolso dos vendilhões do Templo.

Ou, o povo otário acha que esse dinheiro todo irá para as contas públicas.

Povo otário sempre será escravo.

Anônimo disse...

vai ter sangue na praça da matriz contra esse governo e os fdps q o apoiam ehehehe

Anônimo disse...

O Sartori deveria desistir da PEC que dispensa os plebiscitos e partir para as consultas mesmo, inclusive com o Banrisul no voto. Anota aí, 70% a favor de privatizar tudo. Já que esses comunistas canalhas não querem abrir mão de nada, nem da CESA, então privatiza tudo. Essa era o lance que o Sartori tinha que mexer.

Anônimo disse...



QUE ELE COLOQUE A 11a PROPOSTA, OBRIGANDO O PAGANDO PELO Q OS ÓRGÂOS DO ESTADO DEVEM AO I.P.E, EXCLUSIVAMENTE OPRÓPRIO GOVERNO, QUE CHEGAM PRÓXIMO DE UM (1) BILHÃO.

O Q DESCONTAMOS PARA O IPE, A METADE FICA NO CAIXA DO ESTADO, E NÓS PAGAMOS PELO PESSÍMO ATENDIMENTO HOSPITALAR.

NO TEMPO DO JAIR SOARES, O IPE TINHA VERBA PRA ESPRÉSTIMOS PESSOAIS E FINANCIAMENTO PARA IMÓVEIS.

ATÉ QUANDO VAMOS TER Q PAGAR POR ESTAS PATIFARIAS.


Anônimo disse...

Pois eu apóio Sartori.
Pelas razões expostas,se pode verificar que a Vanguarda do Atraso existe.
Não é ficção.
A pobreza do RS não está na produção,mas sim nas cabeças do atraso.
Vide a votação última na assembléia.

Anônimo disse...

Sartori aumentou o ICMS, extinguiu as fundações, obteve perdão da dívida. Pois bem, agora já pode parar de reclamar e começar a governar. Como o gringo é incompetente e sem projeto, não acredito que vá fazer.