O caseiro Francenildo, cujo sigilo foi violado por Palocci, cobra: "Te explica, Palocci !"

- O caseiro Francenildo Costa, cujo sigilo bancário foi violado a mando do então ministro da Fazenda, Antonio Palocci, o que o levou ao expurgo do governo Lula, joga novamente um papel muito mais digno e corajoso do que os conhecidos líderes da oposição, no caso o ex-governador José Serra e o senador Aécio Neves. Ambos já absolveram Palocci e não querem que ele vá ao Congresso. Serra é o pior dos dois. Depois que saiu de uma reunião com o presidente do PT, Rui Falcão (Serra adora a companhia dos petistas), ele avisou: "Quê que tem ?". Aparentemente não se trata de covardia pura e simples, mas de rendição política mesmo. No RS, os líderes do PT parecem mais autistas do que nunca quando se trata de analisar malfeitorias de líderes do PT.


Assim que pisou em casa, na quente manhã desta quinta-feira, Francenildo dos Santos Costa, de 28 anos, correu para pegar no colo a pequena Amanda, 3 meses. “Meu patrimônio são meus filhos, eles são a minha riqueza”, diz, semblante de felicidade, referindo-se, também ao mais velho, Thiago, de 11 anos. Fora a chegada da caçula, pouca coisa mudou desde que o então caseiro teve o sigilo bancário quebrado ilegalmente, em 2006. O episódio derrubou Antonio Palocci do Ministério da Fazenda, no governo Lula.

. Enquanto Palocci multiplicou por 20 seu patrimônio em quatro anos, o piauiense diz ter como único bem - além dos filhos - um lote na cidade de Nazário, a 25 quilômetros de Teresina, onde nasceu.
. “Por que ele não explicou de onde veio o dinheiro? Na minha época eu tive que explicar”, disse ao site de VEJA, indagado sobre o que achava do salto patrimonial do ministro da Casa Civil.


CLIQUE AQUI para ler a reportagem completa de Veja.

16 comentários:

Anônimo disse...

Serra eh carta fora do baralho...

esta acabado...

eleição passada foi a ultima vez que esse senhor me enganou...

Anônimo disse...

Por essas e outras é que as oposições estão acabando. Se fosse o contrário, já teriam até pedido pena de morte para o adversário!

Anônimo disse...

é uma questão de ser soberbo e da máfia do PT, respeitado como consultor,,,,,por certo anda desarmado como o sarney, mas os mortais como o Francelino............está nesta um lote, com os filhos etc....pela liberdade do Brasil e pelas crianças do Brasil,,,,,,cobra deste canalha Francelino.

Anônimo disse...

Políbio poucos são os que tem moral na política pra não dizer que ninguem se salva... Serra, Aécio que Deus tenha piedade de vós... Que queimem no fogo do inferno junto com os Petralhas... É uma grande quadrilha nossa política!

Anônimo disse...

Prezado Políbio: se dentre todos os brasileiros somente um merece a resposta desse ministro trambiqueiro, sem dúvida este brasileiro é o Sr Francenildo...
- enquanto isso um blogueiro(mamador) do "Boqueirão" publica poesia...

Mordaz disse...

Nunca antes neste país foi tão fácil roubar. Nem oposição para se opor as mal-feitorias existe mais.

Anônimo disse...

Isso deixa a gente envergonhado da Justiça Brasileira. Sequer permitiram que o Pallocci fosse investigado.
Já os demais envolvidos na violação do sigilo do caseiro, dirigentes da CEF, que não tinham foro privilegiado e que o STF considerou responsáveis pela violação do sigilo, nada se sabe sobre o andamento dos processos a que respondem.
Será que eles vão ressarcir a CEF pelo valor que ela vier a ser condenada pelos danos morais e materiais causados ao Francenildo?
Será que a CEF vai cobrar deles em juizo?
Alguém acredita que isto poderá acontecer?
Caso se confirme a condenação quem vai pagar a conta será o povo brasileiro; ou a CEF não é do povo brasileiro?
Será que ela já é do PT?

Anônimo disse...

Copiei de post anterior, porque achei um absurdo do PSDB nacional.
Esqueçam YEDA, é passado e jamais teve significativa representatividade política nacional. Agora, pior mesmo é ver SERRA e AÉCIO, do PSDB, também blindando Palocci.
“Acho normal que uma pessoa tenha rendimentos quando não está no governo e que esses rendimentos promovam uma variação patrimonial”, afirmou Serra antes de Palocci dar suas explicações.
Por sua vez, Aécio, desculpando-se por haver num primeiro momento solicitado esclarecimentos de Palocci, recuou e também julgou necessário lembrar que “a oposição não deseja desestabilizar o governo”. Vejam o texto completo no Blog de Augusto Nunes.

Anônimo disse...

veja e francenildo...tudo a ver...

Anônimo disse...

O Sr. Palocci precisa nos ensinar essa técnica de enriquecer sem que a Receita Federal pegue.

AGUIA disse...

PALOCI ESQUENTA DINHEIRO NA PANELA

PALOCI VOLTOU PARA A PANELA PARA ESQUENTAR A DINHEIRAMA ,DEVE SER MAIS DE 30 MILHÕES QUE ABDUZIU DE ONDE NÃO SE SABE, OU SE SABE SIM.

OS PETRALHAS AGORA DIZEM:
-SOMOS LADRÕES IGUAL AOS OUTROS.

NÃO, OS OUTROS DECLARARAM O DINHEIRO, NINGUÉM ESTÁ FALANDO ISSO.NÃO É A MESMA COISA,NEM PARECIDO.
OS PETRALHAS SÃO LADRÕES COMO NUNCADANTES TIVEMOS NO PAÍS.

QUER MAIS PROVA DO QUE ISSO MANÉ?

SERGIO OLIVEIRA disse...

Será que as consultorias feitas por Palocci, que é médico, ao grande número de grandes empresas, foi para que as mesmas implantassem, por exemplo, um Plano de Saúde para seus funcionários?
Algumas das empresas às quais ele teria prestado consultoria, segundo o Alerta Total:Pão de Açúcar, Íbis, LG, Samsung, Claro-Embratel, TIM, Oi, Sadia Holding, Embraer Holding, Dafra, Hyundai Naval, Halliburton, Volkswagen, Gol, Toyota, Azul, Vinícola Aurora, Siemens, Royal (transatlânticos).
Segundo o mesmo site Palocci teria operado a fusão Itaú-Unibanco favorecendo dezenas de empresas.

SERGIO OLIVEIRA disse...

Ainda do Alerta Total:
"A lista vazada do portifólio de Palocci é longa. Além do Itaú-Unibanco, na área financeira, o principal ministro de Dilma Rousseff trabalhou para a Bradesco Holding. Até a EBX do bilionário Eike Batista usou os bons serviços do “doutor” Palocci. A Petrobrás e a Vale também usaram os sigilosos serviços do ilustre consultor. Tamanho prestígio indica que o verdadeiro fiador e articulador econômico-financeiro da eleição de Dilma Rousseff foi Palocci – e não o ex-presidente Lula."

Anônimo disse...

IMPEACHMENT NA DILMA !!!

OS NEGÓCIOS DO MINISTRO

Empresa de Palocci faturou R$ 20 mi no ano da eleição

RECEITA DE CONSULTORIA DEU SALTO NO ANO DA ELEIÇÃO DE DILMA PARA PRESIDENTE
MINISTRO MANTÉM SILÊNCIO SOBRE CLIENTES

CATIA SEABRA - Folha de São Paulo


A empresa de consultoria do ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, faturou R$ 20 milhões no ano passado, quando ele era deputado federal e atuou como principal coordenador da campanha de Dilma Rousseff à Presidência da República.
Segundo duas pessoas que examinaram números da empresa e foram ouvidas pela Folha, o desempenho do ano passado representou um salto significativo para a a consultoria, que faturou pouco mais de R$ 160 mil no ano de sua fundação, 2006.
Batizada como Projeto, a empresa de consultoria de Palocci foi aberta em julho de 2006 e transformada numa administradora de imóveis no fim de 2010, dias antes da posse do novo governo.
A Folha revelou no domingo que a Projeto comprou um apartamento de R$ 6,6 milhões no ano passado e um escritório de R$ 882 mil em 2009. Os dois imóveis ficam em São Paulo, perto da avenida Paulista, uma das áreas mais valorizadas da cidade.
As aquisições ajudaram Palocci a multiplicar por 20 seu patrimônio. Ao registrar sua candidatura a deputado em 2006, ele declarou à Justiça Eleitoral a propriedade de bens avaliados em R$ 356 mil, em valores corrigidos.
Palocci afirmou nesta semana que adquiriu os dois imóveis com recursos que sua consultoria obteve nos anos em que ele exerceu o mandato de deputado federal. O faturamento de 2010 é suficiente para comprar três apartamentos iguais ao que ele adquiriu no fim do ano.
A legislação brasileira permite que parlamentares mantenham atividades privadas como a consultoria de Palocci mesmo durante o exercício do mandato, mas prevê sanções para parlamentares que defenderem interesses dos clientes em sua atuação no Congresso.
Palocci tem evitado discutir a natureza dos serviços que sua empresa prestou e a identidade de seus clientes.
Palocci mudou os estatutos da empresa no fim do ano passado por orientação da Comissão de Ética Pública da Presidência da República, para evitar que sua atividade como consultor de empresas gerasse conflitos com sua atuação no governo Dilma.
Ele transformou a Projeto numa administradora de imóveis e contratou uma empresa ligada ao Bradesco para administrá-la. Palocci diz que o apartamento e o escritório de São Paulo são os dois únicos imóveis administrados pela firma atualmente.
A Folha solicitou à Casa Civil várias vezes nos últimos dias informações sobre a Projeto, seus clientes e seu faturamento, mas a Casa Civil e a assessoria da empresa disseram que não divulgariam nenhuma dessas informações.

******************************

Anônimo disse...

A professora do RN, o Francelino, estes que se dignIFICAM-SE públicamente, e são aplaudidos, o que não entendo é que votam nesta canalha, porque que não votam em branco,por que que não vão as ruas pedirem as candidaturas independentes, enquanto isto a canalha do congresso, negocia as eleições em lista isto é ditadura civil, pura e com respando em uma coisa CORRUPÇÃO.

Anônimo disse...

Na Russia após os anos 20 era assim. Quem não concordar co o "sistema" ia para a Sibéria. Na alemanha dos anos 30 todos bajulavam o partido que virou governo e o governo do partido. os contra foram para o forno...